João Donizeti Scaboli
João Donizeti Scaboli

Vamos falar sobre o Dia Mundial da Saúde no sentido maior de que esta data, necessariamente, deveria ser comemorada diariamente.

Infelizmente, por mais que avance a tecnologia, por mais acurados que sejam os exames e aprimorados os medicamentos, a doença insiste, sorrateira ou agressivamente, em estar crescentemente aparecendo nos dias de hoje. Um retrocesso a olhos vistos! Desafiante e assustador!

A medicina preventiva no Brasil está aquém do desejado.  A medicina curativa se arrasta. E a medicina da reabilitação, que tenta recuperar o as vezes irrecuperável, é mais cara e nem sempre consegue atingir seus objetivos. Entristece-nos ver os números de epidemias inaceitáveis como a da febre amarela. Entristece ver doenças que ocorrem por falta de saneamento básico.

Cidades cuja população está aterrorizada em face do desenlace fatal que a doença pode provocar. Rostos angustiados e corpos doentes.

Inaceitável essa situação. Principalmente porque sabemos, sim, todos sabemos, que seria evitada com medidas preventivas devidamente adotadas.

Retrocesso imperdoável que deixará marcas na história da Saúde Pública e marcas indeléveis nas lembranças de quem teve seus entes perdidos não por um desígnio dos céus, mas por uma negligência humana. Que marcas deixarão nos responsáveis por isto? Que marcas deixarão, amigos?

Vamos torcer para  que o Brasil dê uma arrancada no setor saúde. Que caiam, vertiginosamente, os números de adoecimentos e mortes por epidemias.

Assim como queremos que haja evidente redução de adoecimentos e mortes decorrentes do trabalho.

Que no dia a dia, possamos ouvir canções de alegrias e não lamentos nem choros por todos os lados.

Que sejamos nós, enquanto é tempo, promotores de ações que contribuam para este canto  de alegria  acontecer e contagiar os outros.

Aí sim, teremos como comemorar o Dia Mundial da Saúde. Por enquanto não dá!!!

Saudações sindicais esperançosas de um mundo melhor!!!

Urgentemente!!!


João Donizeti Scaboli,
Coordenador do departamento de saúde do trabalhador da FEQUIMFAR,
Adjunto da Secretaria de Saúde e Segurança do Trabalho da Força Sindical e
Membro do Conselho Nacional de Saúde pela Força Sindical