A FEQUIMFAR (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo) e seus Sindicatos filiados, com o apoio da Força Sindical, CNTQ e IndustriALL, repudiam o descaso da IMBEL – Indústria de Material Bélico do Brasil quanto à saúde e segurança de seus funcionários.
lorena_imbel_16-03-2018-8-696x392Crédito: Foto: Arquivo

Na última semana, foram registrados dois acidentes na unidade de Piquete SP da IMBEL. De acordo com o presidente do Sindicato dos Químicos de Lorena, Jeferson Ferreira, que representa os trabalhadores da empresa, as destruições aconteceram na oficina de pólvora a base de nitroglicerina e numa caldeira (fabricação de TNT). “Por sorte, não tivemos vítimas. Mas são nítidos anúncios de que algo não vai bem”, reforçou Jeferson.

Os dirigentes do Sindicato dos Químicos de Lorena estão mobilizados na apuração e investigação dos acidentes e cobram que sejam providenciadas vistorias preventivas e criteriosas por parte das autoridades, com a participação do Sindicato.

“Reiteramos o nosso apoio e todo suporte necessário para que façamos valer a proteção à integridade física dos trabalhadores”, declara Sergio Luiz Leite, presidente da FEQUIMFAR, entidade filiada à Força Sindical.

lorena_imbel_16-03-2018-8-696x392Crédito: Foto: Arquivo

Na última semana, foram registrados dois acidentes na unidade de Piquete SP da IMBEL. De acordo com o presidente do Sindicato dos Químicos de Lorena, Jeferson Ferreira, que representa os trabalhadores da empresa, as destruições aconteceram na oficina de pólvora a base de nitroglicerina e numa caldeira (fabricação de TNT). “Por sorte, não tivemos vítimas. Mas são nítidos anúncios de que algo não vai bem”, reforçou Jeferson.

Os dirigentes do Sindicato dos Químicos de Lorena estão mobilizados na apuração e investigação dos acidentes e cobram que sejam providenciadas vistorias preventivas e criteriosas por parte das autoridades, com a participação do Sindicato.

“Reiteramos o nosso apoio e todo suporte necessário para que façamos valer a proteção à integridade física dos trabalhadores”, declara Sergio Luiz Leite, presidente da FEQUIMFAR, entidade filiada à Força Sindical.