Arquivo Sindicato
Sindicatos dos empregadores e profissional chegam a inédito acordo regulamentando direitos e deveres das categorias

Os trabalhadores dos postos de combustíveis de Chapecó receberão os salários de janeiro com reajuste. O aumento é de 7%, percentual a ser acrescentado à renda de todos os profissionais que ganham acima do normativo. O acordo foi firmado entre os Sindicatos do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo - Sindipostos e dos Trabalhadores nas Empresas Revendedoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo - Sitercomoc.

Neste ano o consenso prevaleceu. A negociação foi fechada na primeira reunião entre as diretorias dos dois sindicatos. Houve entendimento da situação e das dificuldades, impedindo eventuais desagradáveis conseqüências. “Houve recuo de um lado e compensação de outro prevalecendo o bom senso”, disseram os presidentes dos sindicatos, respectivamente Sérgio Galli e Juscemar Pavão.

A aproximação consensual entre a representatividade patronal e dos trabalhadores, caracteriza o necessário amadurecimento à boa e harmoniosa convivência entre as partes. “Não há dúvida que os trabalhadores precisariam de um aumento mais substantivo” argumentou Pavão. “Avançamos além de nosso limite”, contrapõe Galli, para justificar a impossibilidade para conceder reajuste maior.

Piso - A renovada Convenção Coletiva de Trabalho possui 43 cláusulas econômicas e sociais e terá validade até dezembro deste ano. O ato jurídico pactuado entre os sindicatos estabelece as regras nas relações patrão/empregado, entre elas o normativo. A partir deste mês o salário de ingresso passa a ser de R$ 810,00 e o pleno chega a R$ 915,20. Todo o processo negocial, por parte do Sindipostos, teve a coordenação do assessor sindical Euclides Badin.