No segundo dia de greve, com maior adesão, os Servidores Municipais decidiram pela continuidade da paralisação. Nova assembleia está marcada para esta sexta (24), às 14 horas, naPraça Getúlio Vargas, Centro de Guarulhos.
Greve dos Servidores

A data-base da categoria, que conta com 25 mil trabalhadores, é 1º de maio. O funcionalismo reivindica a reposição pelo ICV (Índice de Custo de Vida) do Dieese.

A prefeitura ofereceu abono de R$ 100,00 para quem ganha até R$ 2.100,00, mais 10% no Vale Alimentação/Refeição e 21,7% na cesta básica, além da concessão de 13ª cesta básica no final do ano. Os Servidores reivindicam reajuste salarial linear.

Greve dos Servidores 2Crédito: Arquivo

Stap - O presidente Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (Stap), Pedro Zanotti Filho, vê a intransigência governo, como a principal responsável pela manutenção da greve. “O aumento da adesão mostra que os Servidores lutam por um reajuste digno. A Prefeitura precisa apresentar nova proposta a ser avaliada pela categoria”.

Adesão - A paralisação desta quinta contou com a participação de Servidores das Unidades Básicas de Saúde, Centro de Especialidades, Cozinhas, diversas escolas, Servidores do Fácil Guarulhos, com adesão de 100%, e outros. Mais de 1.400 trabalhadores assinaram a lista de presença da assembleia.

Greve dos Servidores

A data-base da categoria, que conta com 25 mil trabalhadores, é 1º de maio. O funcionalismo reivindica a reposição pelo ICV (Índice de Custo de Vida) do Dieese.

A prefeitura ofereceu abono de R$ 100,00 para quem ganha até R$ 2.100,00, mais 10% no Vale Alimentação/Refeição e 21,7% na cesta básica, além da concessão de 13ª cesta básica no final do ano. Os Servidores reivindicam reajuste salarial linear.

Greve dos Servidores 2Crédito: Arquivo

Stap - O presidente Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (Stap), Pedro Zanotti Filho, vê a intransigência governo, como a principal responsável pela manutenção da greve. “O aumento da adesão mostra que os Servidores lutam por um reajuste digno. A Prefeitura precisa apresentar nova proposta a ser avaliada pela categoria”.

Adesão - A paralisação desta quinta contou com a participação de Servidores das Unidades Básicas de Saúde, Centro de Especialidades, Cozinhas, diversas escolas, Servidores do Fácil Guarulhos, com adesão de 100%, e outros. Mais de 1.400 trabalhadores assinaram a lista de presença da assembleia.