Segundo o presidente da entidade, o déficit salarial chega a quase 100%
campanha salarialCrédito: Arquivo sindicato

Sindicato de luta e de conquistas, o Sindsemc já está tentando uma negociação com o governo municipal para obter reajuste salarial para os servidores públicos municipais de Cruz das Almas. Segundo o presidente da entidade, o déficit salarial chega a quase 100%.

O presidente do Sindsemc, Carlos Augusto, sinaliza que está sendo feita uma proposta de reposição salarial de acordo com os salários para os quais os servidores prestaram concurso.

“Ao longo do tempo, os servidores acabaram perdendo essa referência. A perda salarial é de quase 100% e o Sindsemc está propondo a reparação com o governo municipal, através do escalonamento por categoria”, destaca.

Os critérios para a correção salarial por categoria serão definidos em assembleia específica previamente convocada onde os servidores entrarão num acordo em conjunto, previamente agendada para o mês de fevereiro.

Além do reajuste, o Sindsemc propõe uma atualização do Plano de Carreira com alterações em pontos cruciais, a exemplo do artigo 59, por exemplo, que na nova redação determina o reajuste anual com base no INPC ou IPCA acumulado nos últimos 12 meses do no anterior ao reajuste. Nas alterações propostas, ficou definida para janeiro de cada ano a data base do aumento salarial.

Na contramão da resolução das demandas da categoria, o governo municipal não responde aos ofícios enviados pelo sindicato, nem tem encaminhado as demandas dos servidores. O que o Sindsemc vem percebendo, ao longo dos 13 meses de governo, é uma secretaria de Administração despreparada e sem o devido conhecimento da gestão pública.

Ignorando direitos da categoria, a pasta desqualifica os servidores e, consequentemente, impossibilita o andamento de solicitações e encaminhamentos dos servidores, por meio de outras Secretarias que dependem da dinâmica e competência da referida Secretaria.


 

campanha salarialCrédito: Arquivo sindicato

Sindicato de luta e de conquistas, o Sindsemc já está tentando uma negociação com o governo municipal para obter reajuste salarial para os servidores públicos municipais de Cruz das Almas. Segundo o presidente da entidade, o déficit salarial chega a quase 100%.

O presidente do Sindsemc, Carlos Augusto, sinaliza que está sendo feita uma proposta de reposição salarial de acordo com os salários para os quais os servidores prestaram concurso.

“Ao longo do tempo, os servidores acabaram perdendo essa referência. A perda salarial é de quase 100% e o Sindsemc está propondo a reparação com o governo municipal, através do escalonamento por categoria”, destaca.

Os critérios para a correção salarial por categoria serão definidos em assembleia específica previamente convocada onde os servidores entrarão num acordo em conjunto, previamente agendada para o mês de fevereiro.

Além do reajuste, o Sindsemc propõe uma atualização do Plano de Carreira com alterações em pontos cruciais, a exemplo do artigo 59, por exemplo, que na nova redação determina o reajuste anual com base no INPC ou IPCA acumulado nos últimos 12 meses do no anterior ao reajuste. Nas alterações propostas, ficou definida para janeiro de cada ano a data base do aumento salarial.

Na contramão da resolução das demandas da categoria, o governo municipal não responde aos ofícios enviados pelo sindicato, nem tem encaminhado as demandas dos servidores. O que o Sindsemc vem percebendo, ao longo dos 13 meses de governo, é uma secretaria de Administração despreparada e sem o devido conhecimento da gestão pública.

Ignorando direitos da categoria, a pasta desqualifica os servidores e, consequentemente, impossibilita o andamento de solicitações e encaminhamentos dos servidores, por meio de outras Secretarias que dependem da dinâmica e competência da referida Secretaria.