O deputado federal, Paulinho da Força (Solidariedade-SP) apresentará nesta terça-feira (6) duas emendas à medida provisória 889, que libera a grana do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).
Paulinho - Edilson RodriguesAgência SenadoCrédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Em uma delas, o limite de R$ 500 para o saque imediato é ajustado para R$ 3.000. esse valor máximo é para cada conta vinculada ao CPF do trabalhador.

A outra propõe que a opção do trabalhador pelo saque-aniversário não impeça o acesso ao dinheiro do saldo em caso de demissão. A proposta do governo Bolsonaro (PSL) prevê um bloqueio de dois anos para quem optar pela retirada no mês de aniversário. Em caso de demissão, há cálculo da multa, mas o dinheiro fica retido.

Paulinho - Edilson RodriguesAgência SenadoCrédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Em uma delas, o limite de R$ 500 para o saque imediato é ajustado para R$ 3.000. esse valor máximo é para cada conta vinculada ao CPF do trabalhador.

A outra propõe que a opção do trabalhador pelo saque-aniversário não impeça o acesso ao dinheiro do saldo em caso de demissão. A proposta do governo Bolsonaro (PSL) prevê um bloqueio de dois anos para quem optar pela retirada no mês de aniversário. Em caso de demissão, há cálculo da multa, mas o dinheiro fica retido.