O "Curso de transição da economia informal para formal: estratégias sindicais e seguimento da recomendação 204 da OIT" aconteceu em formato EAD (Educação à distância), de 26 a 16 de março, e presencial, de 19 a 23 do mesmo mês, em Lima, no Peru.
Renat curso PeruCrédito: Sindicato

A dirigente sindical Renata Lucas dos Santos Silva participou, representando o Sinpospetro-Niterói, além da Força Sindical e da Fenepospetro.
 
Em resumo, o Curso ressaltou os benefícios e a importância de estar sindicalizado. "Me chamaram a atenção as Normais Internacionais do Trabalho (NIT) que tratam do que é inaceitável quando o assunto é relação trabalhista. Pretendo aplicá-las no dia a dia dos trabalhadores do Sinpospetro-Niterói para garantir ainda mais os direitos e benefícios a que têm direito", esclareceu Renata Lucas. Segundo ela o Brasil está vivendo um momento de extração de direitos do trabalhador através da reforma e garantir a liberdade de associação e de negociação coletiva é um ponto prioritário através de um planto de ação para conquistar o maior número de trabalhadores filiados.
 
A Recomendação n.º 204/15 da OIT engloba 12 princípios orientadores que têm como objetivo contribuir para a formalização da economia informal, promovendo a inclusão econômica dos trabalhadores, reconhecendo os seus direitos fundamentais e fomentando o espírito empreendedor, bem como contribuir para consolidar o trabalho digno, o diálogo social e a participação cívica. A R204 aplica-se a todos os trabalhadores e unidades econômicas – incluindo empresas, empreendedores e agregados familiares – na economia informal, que pode ser encontrada em todos os setores econômicos, tanto na esfera pública como na privada.
 
Além do Brasil, participaram El Salvador,  Nicarágua, Costa Rica, Panamá, República Dominicana, Chile, Venezuela, Argentina,  Uruguai,  Peru e Equador e Brasil.


 

Renat curso PeruCrédito: Sindicato

A dirigente sindical Renata Lucas dos Santos Silva participou, representando o Sinpospetro-Niterói, além da Força Sindical e da Fenepospetro.
 
Em resumo, o Curso ressaltou os benefícios e a importância de estar sindicalizado. "Me chamaram a atenção as Normais Internacionais do Trabalho (NIT) que tratam do que é inaceitável quando o assunto é relação trabalhista. Pretendo aplicá-las no dia a dia dos trabalhadores do Sinpospetro-Niterói para garantir ainda mais os direitos e benefícios a que têm direito", esclareceu Renata Lucas. Segundo ela o Brasil está vivendo um momento de extração de direitos do trabalhador através da reforma e garantir a liberdade de associação e de negociação coletiva é um ponto prioritário através de um planto de ação para conquistar o maior número de trabalhadores filiados.
 
A Recomendação n.º 204/15 da OIT engloba 12 princípios orientadores que têm como objetivo contribuir para a formalização da economia informal, promovendo a inclusão econômica dos trabalhadores, reconhecendo os seus direitos fundamentais e fomentando o espírito empreendedor, bem como contribuir para consolidar o trabalho digno, o diálogo social e a participação cívica. A R204 aplica-se a todos os trabalhadores e unidades econômicas – incluindo empresas, empreendedores e agregados familiares – na economia informal, que pode ser encontrada em todos os setores econômicos, tanto na esfera pública como na privada.
 
Além do Brasil, participaram El Salvador,  Nicarágua, Costa Rica, Panamá, República Dominicana, Chile, Venezuela, Argentina,  Uruguai,  Peru e Equador e Brasil.