No segundo dia da Conferência Mundial da IndustriAll Global Union, em Stuttgart, Alemanha, os participantes debateram vários temas relacionados à engenharia mecânica: oportunidades e desafios das mulheres, relações da tecnologia com o meio ambiente, sindicalização e desafios do setor perante o desenvolvimento tecnológico.
WhatsApp-Image-2019-09-12-at-12.55.18-768x576Crédito: Arquivo
Miguel Torres, na foto com Wellington Damasceno (CNM/Cut) e Kemal Özkan, secretário-geral adjunto da IndustriAll

Um dos temas foi o conceito “Digitalização” que, por estar transformando o cenário industrial e o sistema de relações produtivas, requer novas habilidades e ferramentas e discussões éticas sobre como usar as “categorias intelectuais e morais artificiais” na produção, inclusive a da engenharia mecânica.

“Este intercâmbio de informações é fundamental, para que todos possam com mais conhecimento se preparar melhor para a defesa dos interesses dos trabalhadores perante às transformações em andamento na produção industrial”, diz Miguel Torres, presidente da Força Sindical, CNTM e Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes.

WhatsApp-Image-2019-09-12-at-12.55.18-768x576Crédito: Arquivo
Miguel Torres, na foto com Wellington Damasceno (CNM/Cut) e Kemal Özkan, secretário-geral adjunto da IndustriAll

Um dos temas foi o conceito “Digitalização” que, por estar transformando o cenário industrial e o sistema de relações produtivas, requer novas habilidades e ferramentas e discussões éticas sobre como usar as “categorias intelectuais e morais artificiais” na produção, inclusive a da engenharia mecânica.

“Este intercâmbio de informações é fundamental, para que todos possam com mais conhecimento se preparar melhor para a defesa dos interesses dos trabalhadores perante às transformações em andamento na produção industrial”, diz Miguel Torres, presidente da Força Sindical, CNTM e Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes.