Com o fim do imposto sindical, determinado pela reforma trabalhista do ex-presidente Michel Temer (MDB), em 2017, os sindicatos passaram a incrementar campanhas de sindicalizações.
SintracomosCrédito: Sindicato
Segundo presidente Macaé Marcos (foto), evento é para sindicatos filiados a qualquer central sindical

Essa providência, além de reforçar os cofres das entidades, é fundamental para a organização e mobilização dos trabalhadores nos movimentos por melhores salários e condições de trabalho.
Com base nesse raciocínio, o presidente do sindicato dos trabalhadores na construção civil, montagem e manutenção industrial (Sintracomos), Macaé Marcos Braz de Oliveira, marcou uma palestra.
Será nesta quarta-feira (27), das 10 às 11h30, na sede da Rua Júlio Conceição, 102, Vila Mathias, Santos, onde o consultor sindical Mário Coimbra Lopes falará sobre ‘estratégias sindicais pós-reformas’.
“Será uma contribuição para o movimento sindical revidar aos ataques do governo, do parlamento e da burguesia”, diz Macaé. “Contamos com a participação de todos os sindicalistas”.

Enfrentando o ultraliberalismo
Mário Lopes, da empresa Arte & Imagem, tem feito palestras como a desta semana em sindicatos de várias regiões do estado e do país. Todas são abertas aos dirigentes sindicais de qualquer categoria.
A primeira parte da palestra será sobre ‘os impactos da reforma trabalhista e do novo governo no movimento sindical’, seguida do tema ‘o novo ambiente e o cidadão’.
Em seguida, Mário abordará os assuntos ‘marketing para a construção de relacionamentos com trabalhadores’ e ‘conquistando associados com qualificação profissional online’.
“Vamos encontrar soluções conjuntas para os grandes problemas enfrentados pelo movimento sindical”, diz Macaé. “Se não tomarmos atitudes, seremos massacrados pelo ultraliberalismo”.

SintracomosCrédito: Sindicato
Segundo presidente Macaé Marcos (foto), evento é para sindicatos filiados a qualquer central sindical

Essa providência, além de reforçar os cofres das entidades, é fundamental para a organização e mobilização dos trabalhadores nos movimentos por melhores salários e condições de trabalho.
Com base nesse raciocínio, o presidente do sindicato dos trabalhadores na construção civil, montagem e manutenção industrial (Sintracomos), Macaé Marcos Braz de Oliveira, marcou uma palestra.
Será nesta quarta-feira (27), das 10 às 11h30, na sede da Rua Júlio Conceição, 102, Vila Mathias, Santos, onde o consultor sindical Mário Coimbra Lopes falará sobre ‘estratégias sindicais pós-reformas’.
“Será uma contribuição para o movimento sindical revidar aos ataques do governo, do parlamento e da burguesia”, diz Macaé. “Contamos com a participação de todos os sindicalistas”.

Enfrentando o ultraliberalismo
Mário Lopes, da empresa Arte & Imagem, tem feito palestras como a desta semana em sindicatos de várias regiões do estado e do país. Todas são abertas aos dirigentes sindicais de qualquer categoria.
A primeira parte da palestra será sobre ‘os impactos da reforma trabalhista e do novo governo no movimento sindical’, seguida do tema ‘o novo ambiente e o cidadão’.
Em seguida, Mário abordará os assuntos ‘marketing para a construção de relacionamentos com trabalhadores’ e ‘conquistando associados com qualificação profissional online’.
“Vamos encontrar soluções conjuntas para os grandes problemas enfrentados pelo movimento sindical”, diz Macaé. “Se não tomarmos atitudes, seremos massacrados pelo ultraliberalismo”.