Santa Rita do Sapucaí-MG, registrou a segunda morte de trabalhador em uma mesma empresa em menos de quatro meses. O primeiro caso ocorreu no dia 28 de novembro e vitimou o trabalhador Taylor Balduíno.

A tragédia voltou a se repetir na mesma empresa, a Tamura Indusul, na noite de terça-feira (6), e tirou a vida do trabalhador Silvio Nunes Vassalo Júnior.

O trabalhador, com formação em técnico de eletrônica, estava na empresa depois das 19 horas e realiza serviços em peças quando, segundo informações da Polícia Militar, levou um choque.

O Sindicato, por meio do departamento jurídico, deve acionar o Ministério Público para pedir a interdição da empresa até que estejam comprovadas as condições de segurança para os trabalhadores exercerem suas atividades.

                                                                                

 

A tragédia voltou a se repetir na mesma empresa, a Tamura Indusul, na noite de terça-feira (6), e tirou a vida do trabalhador Silvio Nunes Vassalo Júnior.

O trabalhador, com formação em técnico de eletrônica, estava na empresa depois das 19 horas e realiza serviços em peças quando, segundo informações da Polícia Militar, levou um choque.

O Sindicato, por meio do departamento jurídico, deve acionar o Ministério Público para pedir a interdição da empresa até que estejam comprovadas as condições de segurança para os trabalhadores exercerem suas atividades.