O evento sobre o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, em memória às vítimas de acidentes e doenças relacionadas trabalho, será na quinta-feira, 26
Secretaria de Saúde do Trabalhador faz mobilização para o 'Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho'Crédito: Arquivo Força

O Fórum Nacional das Centrais Sindicais em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (FNCSSTT) fará, no dia 26 de abril, das 8 às 13 horas, na sede do Dieese, um debate sobre saúde e segurança.
 
Este evento será para lembrar o 28 de Abril, Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, em memória às vítimas de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.  A data foi instituída pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) em 2003, em alusão ao ocorrido nessa data, no ano de 1969, onde 78 trabalhadores de uma mina no Estado de Virgínia, nos Estados Unidos, morreram devido a uma explosão. Muitos anos depois, campanhas ao redor do mundo continuam lutando por mais segurança e saúde nos ambientes de trabalho. No Brasil, a Lei n0 11.121/2005 instituiu o mesmo dia como o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.
 
“Estamos nos manifestando devido aos acidentes e doenças que estão ocorrendo em todas as categorias. Estamos preocupados com a possibilidade de aumentar o número de acidentes por causa da terceirização, da reforma trabalhista e da precarização no local de trabalho”, disse João Donizeti Scaboli, secretário-adjunto da Secretaria de Saúde e Segurança da Força.
 
Para Arnaldo Gonçalves, secretário de Saúde e Segurança da Força, é importante continuar a prevenção nos ambientes de trabalho.
 
No dia 26 serão debatidos dois temas: “Reforma trabalhista, acidentes, doenças do trabalho e a Convenção 161 da OIT e a Emenda Constitucional 95 e o Desmonte da Seguridade Social no Brasil” e “Os riscos da reforma (anti)trabalhista para a saúde da população”.



 

Secretaria de Saúde do Trabalhador faz mobilização para o 'Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho'Crédito: Arquivo Força

O Fórum Nacional das Centrais Sindicais em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (FNCSSTT) fará, no dia 26 de abril, das 8 às 13 horas, na sede do Dieese, um debate sobre saúde e segurança.
 
Este evento será para lembrar o 28 de Abril, Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, em memória às vítimas de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.  A data foi instituída pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) em 2003, em alusão ao ocorrido nessa data, no ano de 1969, onde 78 trabalhadores de uma mina no Estado de Virgínia, nos Estados Unidos, morreram devido a uma explosão. Muitos anos depois, campanhas ao redor do mundo continuam lutando por mais segurança e saúde nos ambientes de trabalho. No Brasil, a Lei n0 11.121/2005 instituiu o mesmo dia como o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.
 
“Estamos nos manifestando devido aos acidentes e doenças que estão ocorrendo em todas as categorias. Estamos preocupados com a possibilidade de aumentar o número de acidentes por causa da terceirização, da reforma trabalhista e da precarização no local de trabalho”, disse João Donizeti Scaboli, secretário-adjunto da Secretaria de Saúde e Segurança da Força.
 
Para Arnaldo Gonçalves, secretário de Saúde e Segurança da Força, é importante continuar a prevenção nos ambientes de trabalho.
 
No dia 26 serão debatidos dois temas: “Reforma trabalhista, acidentes, doenças do trabalho e a Convenção 161 da OIT e a Emenda Constitucional 95 e o Desmonte da Seguridade Social no Brasil” e “Os riscos da reforma (anti)trabalhista para a saúde da população”.