O Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região realizou assembleia na quinta (7). Foram aprovadas contrapropostas de cinco grupos patronais. O aumento salarial é de 3%, frente ao INPC de 2,55%.
ASSEMBLÉIA APROVA AUMENTO 07112019 OMENA faceCrédito: Claudio Omena

Os acordos valem nas empresas dos grupos Sindipeças, Sindiforja e Simpa, Grupo 2 (Sindimaq e Sinaees), parte do Grupo 19-3 (Sicetel, Siescomet, Simefre, Sinafer) e Fundição, cobrindo 80% da base, em Guarulhos, Arujá, Mairiporã e Santa Isabel – mais de 31 mil metalúrgicos.

Abonos - A negociação também garante dois abonos salariais, de 3% (total de 6%) a serem pagos neste ano. Já o reajuste geral, de 3%, nos salários e Pisos, vale a partir de janeiro.

Pereira - Para o presidente José Pereira do Santos, na atual conjuntura, os ganhos são efetivos. Ele diz: “O índice supera a inflação. Se houvesse condições, teríamos avançado. Valorizo muito ter mantido a Convenção Coletiva e preservado os direitos”. A meta do Sindicato é estender o acordo a toda a base.

Metalúrgico há 31 anos, Antônio Etelmínio da Silva, avalia: “Diante da situação em que o trabalhador se encontra hoje, o reajuste foi satisfatório”. Sobre a Convenção, ele diz: “Importante é garantir nossos direitos na Convenção Coletiva”.
 
 

ASSEMBLÉIA APROVA AUMENTO 07112019 OMENA faceCrédito: Claudio Omena

Os acordos valem nas empresas dos grupos Sindipeças, Sindiforja e Simpa, Grupo 2 (Sindimaq e Sinaees), parte do Grupo 19-3 (Sicetel, Siescomet, Simefre, Sinafer) e Fundição, cobrindo 80% da base, em Guarulhos, Arujá, Mairiporã e Santa Isabel – mais de 31 mil metalúrgicos.

Abonos - A negociação também garante dois abonos salariais, de 3% (total de 6%) a serem pagos neste ano. Já o reajuste geral, de 3%, nos salários e Pisos, vale a partir de janeiro.

Pereira - Para o presidente José Pereira do Santos, na atual conjuntura, os ganhos são efetivos. Ele diz: “O índice supera a inflação. Se houvesse condições, teríamos avançado. Valorizo muito ter mantido a Convenção Coletiva e preservado os direitos”. A meta do Sindicato é estender o acordo a toda a base.

Metalúrgico há 31 anos, Antônio Etelmínio da Silva, avalia: “Diante da situação em que o trabalhador se encontra hoje, o reajuste foi satisfatório”. Sobre a Convenção, ele diz: “Importante é garantir nossos direitos na Convenção Coletiva”.