Desde o início da pandemia do novo Coronavírus, o Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região adota os cuidados necessários pra evitar contaminação. Por isso, após manter fechados por meses os equipamentos de lazer, eles foram, gradativamente, reabertos.
Colônia de férias - Metal GuarulhosCrédito: Arquivo
Colônia - Em setembro, reabriu-se a Colônia de Férias de Caraguá, Litoral Norte. Devido ao protocolo das autoridades quanto à Covid-19, o espaço opera com 60% da capacidade.
 
Segundo o secretário-geral do Sindicato, Pedro Pereira da Silva (Zóião), a Colônia faz promoção até 30 de maio. "Associado paga apenas R$ 60,00 a diária, com direito a café da manhã e jantar”, ele informa. 
 
Pesqueiro - Pesqueiro e Lanchonete do Clube de Campo, no Parque Primavera, foram reabertos em outubro. O afluxo médio diário é de 70 pescadores. Funciona de quarta a domingo, das 8 às 18 horas.
 
Hotel - O Hotel-Fazenda do Sindicato, em Vargem (SP), também reabriu. Sócio metalúrgico, usuário ou certificado paga R$ 100,00 a diária. Já os convidados pagam R$ 120,00. Em ambos os casos, com direito a café da manhã, almoço e jantar.
Colônia de férias - Metal GuarulhosCrédito: Arquivo
Colônia - Em setembro, reabriu-se a Colônia de Férias de Caraguá, Litoral Norte. Devido ao protocolo das autoridades quanto à Covid-19, o espaço opera com 60% da capacidade.
 
Segundo o secretário-geral do Sindicato, Pedro Pereira da Silva (Zóião), a Colônia faz promoção até 30 de maio. "Associado paga apenas R$ 60,00 a diária, com direito a café da manhã e jantar”, ele informa. 
 
Pesqueiro - Pesqueiro e Lanchonete do Clube de Campo, no Parque Primavera, foram reabertos em outubro. O afluxo médio diário é de 70 pescadores. Funciona de quarta a domingo, das 8 às 18 horas.
 
Hotel - O Hotel-Fazenda do Sindicato, em Vargem (SP), também reabriu. Sócio metalúrgico, usuário ou certificado paga R$ 100,00 a diária. Já os convidados pagam R$ 120,00. Em ambos os casos, com direito a café da manhã, almoço e jantar.