A proposta deverá ser aprovada pelos trabalhadores durante a assembleia que será realizada pelo Sindicato no dia 30
sindicato dos frentistas rj
Deu certo a pressão! Após exaustiva negociação, os sindicatos do Rio, Campos e Niterói conseguiram arrancar dos patrões uma proposta de aumento de 9% nos salários dos frentistas de todo o estado. 
 
Pelo acordo feito na quinta rodada de discussões da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2021-2023, os trabalhadores em postos de combustíveis e lojas de conveniência terão 8% de reajuste imediato, retroativo à data-base em 1º de junho. Em janeiro do ano que vem os salários serão reajustados em mais 1%. 
 
Todas as demais cláusulas da CCT atualmente em vigor serão mantidas e voltarão a ser discutidas em maio de 2022. A proposta, porém, ainda precisa ser aprovada em assembleia pelos trabalhadores para que a CCT possa ser assinada. O Sindicato fará a assembleia no dia 30. SAIBA MAIS INFORMAÇÕES
 
“Não é o reajuste ideal, mas o possível nesse momento tão difícil da economia. A proposta inicial dos patrões era dar apenas 5%, o que na prática significaria uma redução dos salários. Houve um avanço e, com os 9%, vamos minimamente conseguir repor as perdas para a inflação”, comentou o presidente do Sindicato dos Frentistas do Rio, Eusébio Pinto Neto. 
 
O dirigente completou: “Vamos marcar a assembleia na data mais breve possível, para que possamos aprovar essa proposta de reajuste e permitir que o aumento caia logo na conta do trabalhador”. 
sindicato dos frentistas rj
Deu certo a pressão! Após exaustiva negociação, os sindicatos do Rio, Campos e Niterói conseguiram arrancar dos patrões uma proposta de aumento de 9% nos salários dos frentistas de todo o estado. 
 
Pelo acordo feito na quinta rodada de discussões da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2021-2023, os trabalhadores em postos de combustíveis e lojas de conveniência terão 8% de reajuste imediato, retroativo à data-base em 1º de junho. Em janeiro do ano que vem os salários serão reajustados em mais 1%. 
 
Todas as demais cláusulas da CCT atualmente em vigor serão mantidas e voltarão a ser discutidas em maio de 2022. A proposta, porém, ainda precisa ser aprovada em assembleia pelos trabalhadores para que a CCT possa ser assinada. O Sindicato fará a assembleia no dia 30. SAIBA MAIS INFORMAÇÕES
 
“Não é o reajuste ideal, mas o possível nesse momento tão difícil da economia. A proposta inicial dos patrões era dar apenas 5%, o que na prática significaria uma redução dos salários. Houve um avanço e, com os 9%, vamos minimamente conseguir repor as perdas para a inflação”, comentou o presidente do Sindicato dos Frentistas do Rio, Eusébio Pinto Neto. 
 
O dirigente completou: “Vamos marcar a assembleia na data mais breve possível, para que possamos aprovar essa proposta de reajuste e permitir que o aumento caia logo na conta do trabalhador”.