MiguelCrédito: Jaélcio Santana

Os metalúrgicos do Estado de São Paulo iniciam a Campanha Salarial 2015 doando sangue. Nesta terça-feira (dia 22), entre sete e dez horas, antes da entrega da pauta de reivindicações na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de SP) cerca de cinquenta trabalhadores e sindicalistas doarão sangue na Fundação Pró-Sangue, no Hospital das Clínicas.

“Vamos aproveitar a mobilização dos trabalhadores nesta Campanha Salarial para praticar um ato de cidadania, que beneficie a população”, afirma Miguel Torres, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, da CNTM (confederação da categoria) e da Força Sindical.

Para esta campanha, foi criada uma Comissão Interinstitucional, que organizará os próximos passos  da iniciativa e que deverá durar, ao menos, por dois anos.  A ideia é que esta ação seja estendida, também, a trabalhadores de outras categorias e a associadas da Central, diz Miguel Torres.

Cláudio Magrão, presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado, declara que a expectativa, nesta Campanha Salarial, é o enfrentamento a negociações difíceis, em razão da crise e do elevado número de demissões. “A situação está complicada. Mas não abriremos mão de lutar pela reposição da inflação, pelo aumento real e pela manutenção dos empregos”.

“Não vamos aceitar arrocho por conta das medidas erradas do governo”, destaca Miguel Torres. Para Celio Ferreira Malta, secretário-geral dos Metalúrgicos  de Guarulhos, "a categoria é forte, mas vai precisar de muita mobilização nas fábricas até que a luta seja vitoriosa”.

AGENDA

CAMPANHA SALARIAL COMEÇA COM DOAÇÃO DE SANGUE

Dia: Terça-feira (dia 22)
DOAÇÃO DE SANGUE
Local: Fundação Pró-Sangue, do Hospital das Clínicas
Horário: 7 horas
Endereço: Avenida Enéas Carvalho de Aguiar, nº 155.

ENTREGA DA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES
Local: Fiesp - Av. Paulista, 1.313
Horário: 10 horas
 

MiguelCrédito: Jaélcio Santana

Os metalúrgicos do Estado de São Paulo iniciam a Campanha Salarial 2015 doando sangue. Nesta terça-feira (dia 22), entre sete e dez horas, antes da entrega da pauta de reivindicações na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de SP) cerca de cinquenta trabalhadores e sindicalistas doarão sangue na Fundação Pró-Sangue, no Hospital das Clínicas.

“Vamos aproveitar a mobilização dos trabalhadores nesta Campanha Salarial para praticar um ato de cidadania, que beneficie a população”, afirma Miguel Torres, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, da CNTM (confederação da categoria) e da Força Sindical.

Para esta campanha, foi criada uma Comissão Interinstitucional, que organizará os próximos passos  da iniciativa e que deverá durar, ao menos, por dois anos.  A ideia é que esta ação seja estendida, também, a trabalhadores de outras categorias e a associadas da Central, diz Miguel Torres.

Cláudio Magrão, presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado, declara que a expectativa, nesta Campanha Salarial, é o enfrentamento a negociações difíceis, em razão da crise e do elevado número de demissões. “A situação está complicada. Mas não abriremos mão de lutar pela reposição da inflação, pelo aumento real e pela manutenção dos empregos”.

“Não vamos aceitar arrocho por conta das medidas erradas do governo”, destaca Miguel Torres. Para Celio Ferreira Malta, secretário-geral dos Metalúrgicos  de Guarulhos, "a categoria é forte, mas vai precisar de muita mobilização nas fábricas até que a luta seja vitoriosa”.

AGENDA

CAMPANHA SALARIAL COMEÇA COM DOAÇÃO DE SANGUE

Dia: Terça-feira (dia 22)
DOAÇÃO DE SANGUE
Local: Fundação Pró-Sangue, do Hospital das Clínicas
Horário: 7 horas
Endereço: Avenida Enéas Carvalho de Aguiar, nº 155.

ENTREGA DA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES
Local: Fiesp - Av. Paulista, 1.313
Horário: 10 horas