Comerciários de Porto AlegreCrédito: Sindicato
A negociação da Campanha Salarial do ano passado foi, sem dúvida, a mais desafiadora para o Sindec-POA. Em um cenário de pandemia, o que agravou a crise no setor, o sindicato priorizou a manutenção do emprego diante da instabilidade enfrentada pelas empresas. 
 
Como resultado das negociações, trabalhadores do comércio considerado essencial, tiveram seus salários e pisos reajustados pelo INPC. O Sindec-POA conseguiu incluir uma nova cláusula na Convenção Coletiva, regulamentando o teletrabalho, que passou a ser uma realidade no setor e, por fim, os sindicatos patronais marcaram uma nova rodada de negociações para março deste ano, a fim de definir o reajuste para as atividades não essenciais. 
 
Contudo, 2021 começou ainda mais desafiador. A crise na saúde nos levou a uma situação econômica e social degradante. Por esta razão, nos últimos meses a principal luta do Sindec-POA, tem sido manter os postos de trabalho. A entidade conseguiu a renovação de acordo coletivo como uma alternativa à interrupção do programa governamental do Benefício Emergencial. 
 
O Acordo prevê que, em caso de interrupção da atividade por determinação de autoridade, os contratos poderão ser suspensos, recebendo o comerciário, no período, ajuda de custo da empresa em valor equivalente a 50% do seu salário. 
 
Essa é uma das frentes pela qual o Sindec-POA está na luta pelos trabalhadores nessa pandemia. Reforçamos que não abrimos mão da nova rodada de negociação, que acontecerá conforme o andamento da retomada das atividades. Diariamente também reiteramos a importância de cada um fazer a sua parte, proteger a si, seus colegas e familiares respeitando os protocolos de segurança para que o mais breve possível possamos superar a pandemia e avançar nas negociações. 
 
Diretoria do Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre
Comerciários de Porto AlegreCrédito: Sindicato
A negociação da Campanha Salarial do ano passado foi, sem dúvida, a mais desafiadora para o Sindec-POA. Em um cenário de pandemia, o que agravou a crise no setor, o sindicato priorizou a manutenção do emprego diante da instabilidade enfrentada pelas empresas. 
 
Como resultado das negociações, trabalhadores do comércio considerado essencial, tiveram seus salários e pisos reajustados pelo INPC. O Sindec-POA conseguiu incluir uma nova cláusula na Convenção Coletiva, regulamentando o teletrabalho, que passou a ser uma realidade no setor e, por fim, os sindicatos patronais marcaram uma nova rodada de negociações para março deste ano, a fim de definir o reajuste para as atividades não essenciais. 
 
Contudo, 2021 começou ainda mais desafiador. A crise na saúde nos levou a uma situação econômica e social degradante. Por esta razão, nos últimos meses a principal luta do Sindec-POA, tem sido manter os postos de trabalho. A entidade conseguiu a renovação de acordo coletivo como uma alternativa à interrupção do programa governamental do Benefício Emergencial. 
 
O Acordo prevê que, em caso de interrupção da atividade por determinação de autoridade, os contratos poderão ser suspensos, recebendo o comerciário, no período, ajuda de custo da empresa em valor equivalente a 50% do seu salário. 
 
Essa é uma das frentes pela qual o Sindec-POA está na luta pelos trabalhadores nessa pandemia. Reforçamos que não abrimos mão da nova rodada de negociação, que acontecerá conforme o andamento da retomada das atividades. Diariamente também reiteramos a importância de cada um fazer a sua parte, proteger a si, seus colegas e familiares respeitando os protocolos de segurança para que o mais breve possível possamos superar a pandemia e avançar nas negociações. 
 
Diretoria do Sindicato dos Empregados no Comércio de Porto Alegre