Menu

Mapa do site

Emissão de boleto

Nacional São Paulo

Emissão de boleto

Nacional São Paulo
11 ABR 2024

Imagem do dia

[caption id="attachment_60940" align="aligncenter" width="700"]Diálogo Sindical em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora Foto: Jaélcio Santana[/caption]

Imagem do dia - Força Sindical

Enviar link da notícia por e-mail

Força

Sindicato dos Aposentados entregará amanhã proposta aos ministros Luiz Marinho e Lupi

terça-feira, 11 de março de 2008

Força

Sindicato dos Aposentados entregará amanhã proposta aos ministros Luiz Marinho e Lupi

Proposta beneficia os aposentados que recebem acima de dois salários mínimos

O presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados, João Batista Inocentini, entregará amanhã (dia 12), aos ministros Luiz Marinho, da Previdência Social, e Carlos Lupi, do Trabalho, uma proposta para reajuste dos Benefícios da Previdência Social aos aposentados que recebem acima de dois salários mínimos.

O Sindicato propõe que para benefícios até R$ 380,00, seja aplicada a mesma variação percentual concedida ao salário mínimo.

Para benefícios acima de R$ 380,00 até R$ 700,00, aplica-se o repasse do valor fixo de R$ 35,00, ou seja, o valor concedido de R$ 35,00 corresponde a um reajuste superior a simples variação do INPC (5%).Para benefícios acima de R$ 700,00, aplica-se o valor previsto em Lei, ou seja, o repasse da variação do INPC (5%).

A proposta foi feita em conjunto com o Dieese e será entregue às 10h15 para o ministro Luiz Marinho e às 11h30 para o ministro Lupi. Também receberão o documento os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado.

Confira a seguir a porposta:

 

Proposta para Reajuste dos Benefícios da Previdência Social
O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos, SINDNAPI, apresenta a presente proposta, a partir de estudos realizados em conjunto com o DIEESE. Os reajustes, desde 2004, dos benefícios continuados da Previdência Social vêm sendo praticados na mesma data da revisão do salário mínimo. Como este último vem tendo aumentos reais, enquanto aos benefícios acima do piso previdenciário (salário mínimo), é repassada apenas a inflação medida pelo INPC, ocorre uma concentração de benefícios equivalente a um salário mínimo.
De fato, muitos beneficiários têm o valor do benefício "arrastado" para o valor do piso. Torna-se importante ressaltar que o impacto econômico no valor financeiro dos beneficiários de até 2 salários mínimo, dentro de uma política de inclusão social, determina sua condição de vida, onde as perdas do poder de compra são mais acentuadas e significativas geradas pelas variáveis do custo de vida. Embora este fato não incorra em perdas para os beneficiários em relação à inflação existe uma expectativa dos aposentados em manter uma remuneração acima do piso, numa proporção próxima ao que se recebia no momento da concessão do benefício.
A proposta alternativa que defendemos, longe de ser a ideal, mas a possível dentro do processo de negociação com os setores organizados da sociedade civil é para que se conceda um reajuste mais expressivo para os benefícios pouco acima do piso previdenciário. A proposta seria o repasse do valor monetário correspondente à variação do salário mínimo, ou seja, R$ 35,00 fixos para quem receba benefícios acima de R$380,00.
Os cálculos, aqui apresentados, são estimados e encontram limitação na forma de apresentação dos dados da Previdência estratificados por classes de valores.

 

A Proposta de R$ 35,00 fixos

  • Nesta proposta, pretende-se que a revisão dos benefícios obedeça à seguinte lógica:
  • Para benefícios até R$ 380,00, é aplicada a mesma variação percentual concedida ao salário mínimo.
  • Para benefícios acima de R$ 380,00 até R$ 700,00, aplica-se o repasse do valor fixo de R$ 35,00, ou seja, o valor concedido de R$ 35,00 corresponde a um reajuste superior a simples variação do INPC (5%)
  • Para benefícios acima de R$ 700,00, aplica-se o valor previsto em Lei, ou seja, o repasse da variação do INPC (5%).

 

A tabela abaixo mostra o resultado da aplicação da regra proposta com a que considera apenas o INPC.
Comparação entre reajuste do benefício pelo INPC e o repasse de R$ 35,00

Benefício Atual

Benefício Novo

Diferença %

Aplicação INPC

Regra R$ 35,00

380,00

415,00

415,00

0,0%

390,00

415,00

425,00

2,4%

395,24

415,00

430,24

3,7%

400,00

420,00

435,00

3,6%

410,00

430,50

445,00

3,4%

420,00

441,00

455,00

3,2%

430,00

451,50

465,00

3,0%

440,00

462,00

475,00

2,8%

500,00

525,00

535,00

1,9%

550,00

577,50

585,00

1,3%

600,00

630,00

635,00

0,8%

700,00

735,00

735,00

0,0%

1.000,00

1.050,00

1.050,00

0,0%

1.500,00

1.575,00

1.575,00

0,0%

2.000,00

2.100,00

2.100,00

0,0%

3.000,00

3.150,00

3.150,00

0,0%

5.000,00

5.250,00

5.250,00

0,0%

7.000,00

7.350,00

7.350,00

0,0%

10.000,00

10.500,00

10.500,00

0,0%

Elaboração: DIEESE

Abaixo, apresenta-se o resultado da estimativa de impacto da proposta comparado à regra vigente de repasse simples do INPC para benefícios acima do piso. Como se observa, o aumento de custo para a Previdência é bastante reduzido, isto é em lugar de 6,8% 7,0%, com um impacto em valor de R$ 24,5 milhões.

Estimativa de impacto da proposta sobre a regra de repasse do INPC para benefícios acima do piso

Faixa Valor Atual

Distribuição dos benefícios em janeiro/2008

Valor médio benefício reajustado pela proposta

Impacto da Proposta

Impacto adiconal R$ milhões

Quantidade

Valor Médio

Total

25.184.196

583,98

624,85

7,0%

24,5

menos de 380

576.689

190,35

207,88

9,2%

380

16.547.524

380,00

415,00

9,2%

380 a 760

3.293.986

550,95

585,95

6,4%

24,5

760 a 1.140

1.819.532

936,30

983,12

5,0%

1.140 a 1.520

1.390.689

1.327,27

1.393,63

5,0%

1.520 a 1.900

902.650

1.697,47

1.782,34

5,0%

1.900 a 2.280

554.652

2.055,86

2.158,66

5,0%

mais de 2.280

98.473

2.766,36

2.904,68

5,0%

Elaboração: DIEESE

(1) o impacto total é ligeiramente subestimado em função de que os benefícios entre R$ 700 e R$ 760 terão 5% e não fiixo de R$ 35,00

(2) O impacto total é ligeiramente subestimado em função de que, na faixa entre 380 e 395,24 o reajuste será maior que 5% para que o benefício atinja o piso

Fonte: Assessoria de Imprensa da Força Sindical

Últimas de Força

Todas de Força
Diretoria do Sindicato dos Rodorivários SP toma posse
Força 12 ABR 2024

Diretoria do Sindicato dos Rodorivários SP toma posse

Rescisão de trabalhador com estabilidade só pode ser validada no sindicato
Força 12 ABR 2024

Rescisão de trabalhador com estabilidade só pode ser validada no sindicato

Mínimo RS: Centrais repudiam reajuste de apenas 2,2% proposto por entidades patronais
Força 12 ABR 2024

Mínimo RS: Centrais repudiam reajuste de apenas 2,2% proposto por entidades patronais

Presidentes das centrais farão coletiva, segunda (15), sobre 1º de Maio Unificado
Força 12 ABR 2024

Presidentes das centrais farão coletiva, segunda (15), sobre 1º de Maio Unificado

Força Sindical filia-se ao DIESAT
Força 12 ABR 2024

Força Sindical filia-se ao DIESAT

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical
Força 12 ABR 2024

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical

Presidente da Força participa de Seminário promovido pela FETRAMICO
Força 11 ABR 2024

Presidente da Força participa de Seminário promovido pela FETRAMICO

SMC realiza atividade sobre aplicação da Lei de Igualdade Salarial
Força 11 ABR 2024

SMC realiza atividade sobre aplicação da Lei de Igualdade Salarial

Diálogo Sindical em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
Imagem do dia 11 ABR 2024

Diálogo Sindical em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora

O esquenta do 1º de Maio
Artigos 11 ABR 2024

O esquenta do 1º de Maio

SINPOSPETRO-RJ rejeita proposta patronal e luta pela equiparação salarial no Rio
Força 11 ABR 2024

SINPOSPETRO-RJ rejeita proposta patronal e luta pela equiparação salarial no Rio

Negociação salarial dos frentistas do Rio será retomada hoje (10)
Força 10 ABR 2024

Negociação salarial dos frentistas do Rio será retomada hoje (10)

Sindicatos indianos lutam pelos direitos dos trabalhadores
Imprensa 10 ABR 2024

Sindicatos indianos lutam pelos direitos dos trabalhadores

Vídeos 10 ABR 2024

Resumo das atividades de terça-feira em Brasília; confira!

Centrais reúnem-se com Paim para debater projeto antissindical
Força 10 ABR 2024

Centrais reúnem-se com Paim para debater projeto antissindical

Sindicalistas se reúnem com Secretário Geral da Presidência da República
Força 9 ABR 2024

Sindicalistas se reúnem com Secretário Geral da Presidência da República

Sindnapi inaugura subsede em Campo Grande
Força 9 ABR 2024

Sindnapi inaugura subsede em Campo Grande

1º de Maio unitário das Centrais Sindicais será no Itaquerão
Força 9 ABR 2024

1º de Maio unitário das Centrais Sindicais será no Itaquerão

Sindicalistas se reúnem com ministro do TST
Força 9 ABR 2024

Sindicalistas se reúnem com ministro do TST

Mulheres da Central fazem avaliação do Março Mulher
Mulher 9 ABR 2024

Mulheres da Central fazem avaliação do Março Mulher

Abril Verde $ Abril Azul
Força 9 ABR 2024

Abril Verde $ Abril Azul

SINPOSPETRO-RJ busca novas parcerias em cursos para qualificação dos frentistas
Força 9 ABR 2024

SINPOSPETRO-RJ busca novas parcerias em cursos para qualificação dos frentistas

STF dá ganho de causa ao Sindserv contra prefeitura do Guarujá
Força 9 ABR 2024

STF dá ganho de causa ao Sindserv contra prefeitura do Guarujá

Sindicalistas levam reivindicações dos portuários ao governo
Força 9 ABR 2024

Sindicalistas levam reivindicações dos portuários ao governo

Um inovador primeiro passo
Artigos 8 ABR 2024

Um inovador primeiro passo

Nota: Apoiamos o Ministro Alexandre de Moraes contra as ameaças de Musk
Força 8 ABR 2024

Nota: Apoiamos o Ministro Alexandre de Moraes contra as ameaças de Musk

Força e Sindicato dos Metalúrgicos SP sediam encontro de Saúde do Trabalhador
Força 8 ABR 2024

Força e Sindicato dos Metalúrgicos SP sediam encontro de Saúde do Trabalhador

Seguridade Social uma questão de humanidade
Artigos 8 ABR 2024

Seguridade Social uma questão de humanidade

Agenda em Brasília: destaque para encontros com Ministros do Trabalho e da Previdência
Força 8 ABR 2024

Agenda em Brasília: destaque para encontros com Ministros do Trabalho e da Previdência

Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, esclarece a regulação de motoristas de apps
Força 6 ABR 2024

Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, esclarece a regulação de motoristas de apps

Aguarde! Carregando mais artigos...