A decisão foi tomada em assembleia conduzida pelo Stap – Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (sindicato da categoria), na Praça Getúlio Vargas, Centro, na manhã desta segunda (8). 
Na última sexta-feira (dia 5), o Tribunal de Justiça do Estado de SP concedeu liminar que suspende os efeitos do Decreto de Lei do prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa, conhecido como Guti (PSD), de extinção da Proguaru (7.879). Diante disso, os trabalhadores da empresa resolveram suspender a greve.
 
A decisão foi tomada durante assembleia conduzida pelo Stap – Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (sindicato da categoria), na Praça Getúlio Vargas, Centro, na manhã desta segunda (8). 
 
A liminar suspende o decreto de extinção até seja julgado o recurso sobre o Referendo no Tribunal Regional Eleitoral ou até realização do mesmo, caso o recurso seja aceito pela Corte Eleitoral. A liminar foi requerida pelo Sindicato dos Condutores - Sincoverg (que representa os motoristas da empresa).
 
Pedro Zanotti Filho, presidente do Stap, afirma: “A suspensão da greve é momentânea. Ficaremos em alerta pra defender o trabalhador de qualquer ataque. Se necessário, chamaremos nova assembleia pra decidir os próximos passos”.
A decisão foi tomada em assembleia conduzida pelo Stap – Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (sindicato da categoria), na Praça Getúlio Vargas, Centro, na manhã desta segunda (8). 
Na última sexta-feira (dia 5), o Tribunal de Justiça do Estado de SP concedeu liminar que suspende os efeitos do Decreto de Lei do prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa, conhecido como Guti (PSD), de extinção da Proguaru (7.879). Diante disso, os trabalhadores da empresa resolveram suspender a greve.
 
A decisão foi tomada durante assembleia conduzida pelo Stap – Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (sindicato da categoria), na Praça Getúlio Vargas, Centro, na manhã desta segunda (8). 
 
A liminar suspende o decreto de extinção até seja julgado o recurso sobre o Referendo no Tribunal Regional Eleitoral ou até realização do mesmo, caso o recurso seja aceito pela Corte Eleitoral. A liminar foi requerida pelo Sindicato dos Condutores - Sincoverg (que representa os motoristas da empresa).
 
Pedro Zanotti Filho, presidente do Stap, afirma: “A suspensão da greve é momentânea. Ficaremos em alerta pra defender o trabalhador de qualquer ataque. Se necessário, chamaremos nova assembleia pra decidir os próximos passos”.