Rodrigo de Morais
Rodrigo de Morais
Já foi um importante avanço a prorrogação do auxílio emergencial com mais duas parcelas de R$ 600. Resultado de nossa pressão popular e de articulação no Congresso Nacional.
 
Queremos agora garantir o auxílio até dezembro, com nenhum real a menos – e que ninguém, com direito, fique sem receber.
 
Lutamos também para que as micros e pequenas empresas consigam ter crédito, sem burocracia, para manterem suas atividades econômicas e os atuais empregos e gerarem novos postos de trabalho com a retomada do desenvolvimento que almejamos para o país e para a nossa cidade.
 
O momento continua sendo de extremo zelo com a saúde e a vida da população, de enfrentamento e superação da crise, acentuada pela pandemia do coronavírus, e de muito diálogo social, com propostas de paz pelo fim do ódio, do preconceito, do racismo e da violência.
 
É momento também de reflexão sobre como podemos melhorar a qualidade de vida da população e das comunidades: garantindo melhorias urbanas (como saneamento básico e água de qualidade para todos), oportunidades iguais, trabalho decente, inclusão e justiça social e incentivos à participação democrática e popular nos debates e decisões políticas.
 
Vamos juntos!
 
Rodrigo de Morais
bacharel em Ciências do Trabalho, dirigente e ativista sindical
Já foi um importante avanço a prorrogação do auxílio emergencial com mais duas parcelas de R$ 600. Resultado de nossa pressão popular e de articulação no Congresso Nacional.
 
Queremos agora garantir o auxílio até dezembro, com nenhum real a menos – e que ninguém, com direito, fique sem receber.
 
Lutamos também para que as micros e pequenas empresas consigam ter crédito, sem burocracia, para manterem suas atividades econômicas e os atuais empregos e gerarem novos postos de trabalho com a retomada do desenvolvimento que almejamos para o país e para a nossa cidade.
 
O momento continua sendo de extremo zelo com a saúde e a vida da população, de enfrentamento e superação da crise, acentuada pela pandemia do coronavírus, e de muito diálogo social, com propostas de paz pelo fim do ódio, do preconceito, do racismo e da violência.
 
É momento também de reflexão sobre como podemos melhorar a qualidade de vida da população e das comunidades: garantindo melhorias urbanas (como saneamento básico e água de qualidade para todos), oportunidades iguais, trabalho decente, inclusão e justiça social e incentivos à participação democrática e popular nos debates e decisões políticas.
 
Vamos juntos!
 
Rodrigo de Morais
bacharel em Ciências do Trabalho, dirigente e ativista sindical