Menu

Mapa do site

Emissão de boleto

Nacional São Paulo

Emissão de boleto

Nacional São Paulo
29 MAI 2024

Imagem do dia

Presidente da Força Sindical, Miguel Torres, participou, nesta terça-feira (28), do evento onde o presidente Lula sancionou a Lei que institui o Programa Depreciação Acelerada para modernização da indústria nacional. Veja fotos do evento com presidente Lula

Imagem do dia - Força Sindical

Enviar link da notícia por e-mail

DIEESE

Dieese fará curso sobre Justiça Tributária

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

DIEESE

Dieese fará curso sobre Justiça Tributária

Técnico fala sobre a importância de pagar tributos e também de a população exigir que os recursos sejam bem aplicados
justica-tributaria

Nos dias 4 e 5 de setembro, a Escola Dieese de Ciências do Trabalho e o Instituto Justiça Fiscal vão realizar o curso de extensão Justiça Tributária e Fiscal para o Desenvolvimento do Brasil. Nesta entrevista, o técnico  do Dieese, Altair Garcia, explica a importância do curso.

Segundo o técnico, o curso é uma reivindicação que já vem de há muito tempo, e agora será realizado em parceria com Instituto de Justiça Fiscal, que tem auditores fiscais que conhecem o tema, junto com o Dieese.

Força Sindical – Como será este curso?

Altair Garcia – É um curso que tende a mostrar que existe uma grande confusão entre o papel do Estado e a questão tributária. A nosso ver, não se trata de reduzir os impostos, mas simplificá-los. Fazer uma discussão do ponto de vista de  redistribuir todos os benefícios do Estado e fazer uma discussão do conflito distributivo. Fazer um imposto mais progressivo. O que significa ser progressivo? Que as pessoas que ganham mais contribuam mais e as que ganham menos contribuam menos. Ou, de outra forma, discutir que o imposto seja proporcional ao que se ganha. Tributar os lucros e o trabalho, mas a carga do trabalho seria menor. Hoje quem paga tributo é o trabalhador. O empresário, na maioria das vezes, repassa e, a outra parte, sonega. O que se trata é discutir um Estado mais eficiente, que traga o bem-estar e a proteção social para a maioria da população. E que na verdade todos contribuam para isto.

Muitos confundem o Estado com o governo. Qual a diferença entre os dois?

O Estado é uma instituição importante do ponto de vista de garantir um marco civilizatório, um padrão civilizatório. É fruto de um contrato social entre as pessoas. Dentro da democracia, este Estado é representado de tempos em tempos por partidos, por visões políticas, por governo que se compõem. O Estado é mais importante que os governos. O Estado representa essa população.

O Estado fica, os governos passam.

Exatamente. O que a gente tem de ter claro é que os Estado, as políticas públicas e os direitos garantidos na Constituição são importantíssimos. O que acontece é que esses partidos, esses governo, que são eleitos de tempos em tempos, precisam zelar pela qualidade do serviço público e pela qualidade das políticas públicas, além de garantir os direitos das pessoas que elegem seus representantes. Temos uma Constituição que é extremamente avançada. Por incrível que pareça está fazendo trinta anos, e parte dela ainda não foi regulamentada. Temos de discutir a sustentação e ampliação dessas políticas, e parte da Constitução que ainda sequer foi regulamentada, mas para isso é necessário garantir um sistema tributáio justo e, portanto, progressivo.

Hoje existe uma certa má vontade por parte de alguns setores da população de pagar impostos porque o retorno dos serviços deixa a desejar. Por exemplo, escola sem qualidade, falta de segurança e saúde que deixa a desejar. O que nós trabalhadores precisamos aprender sobre os tributos para reivindicar a aplicação eficiente dos recursos arrecadados dos impostos?

O curso é uma oportunidade de aprender. Na verdade existe uma demonização do Estado e das políticas públicas, uma desconstrução que é histórica. A mídia contribui para isto. Existe deficiência no setor público e também no privado. O que a gente precisa garantir é que o setor público e as políticas públicas cumpram um papel fundamental que nós, enquanto indivíduos, não vamos ter dinheiro para pagar por todos esses serviços. A melhor saída é buscar de forma coletiva e solidária que o Estado cumpra o seu papel. É mais fácil do que a partir de amanhã não ser mais tributados. Como vamos pagar a proteção? Vamos virar um estado de barbárie, individual.

Entender porque se paga impostos?

Isso. A nosso ver, é melhor lutar para reduzir a desigualdade e garantir que esses tributos sejam bem aplicados. A consequência será garantir um estado de bem-estar e de proteção para as pessoas. O trabalhador precisa defender essa bandeira. A maioria tem idosos na família, que vão precisar ter uma proteção e vão se deparar com uma situação sem dinheiro, sem Estado, e vão correr para aonde? Para o mercado, que está nos esperando com faturas e mais faturas, e vamos ter que vender tudo (se tivermos bens para vender) para pagar isso. Precisamos garantir que esse tributo, que é solidário, reverta em serviço de alta qualidade e padrão. 

Clique aqui e veja o documento

Fonte: Assessoria de imprensa da Força Sindical

Últimas de DIEESE

Todas de DIEESE
OIT: Miguel Torres defende fortalecimento das negociações coletivas
Força 12 JUN 2024

OIT: Miguel Torres defende fortalecimento das negociações coletivas

Químicos de Rio Claro fazem Curso de Fortalecimento da CIPA
Força 12 JUN 2024

Químicos de Rio Claro fazem Curso de Fortalecimento da CIPA

Centrais debatem prioridades dos trabalhadores com Alckmin
Força 12 JUN 2024

Centrais debatem prioridades dos trabalhadores com Alckmin

Vídeos 12 JUN 2024

Miguel Torres e Nilton Neco dão o recado direto da 112ª Conferência da OIT

Santos: Sindest quer aumentar efetivo de servidores com reforma administrativa
Força 11 JUN 2024

Santos: Sindest quer aumentar efetivo de servidores com reforma administrativa

Defendemos a criação de um programa emergencial robusto
Artigos 11 JUN 2024

Defendemos a criação de um programa emergencial robusto

Cerca de 78% das greves foram para manter direitos em 2023
Força 11 JUN 2024

Cerca de 78% das greves foram para manter direitos em 2023

Postos de combustíveis devem fornecer PPP aos funcionários
Força 11 JUN 2024

Postos de combustíveis devem fornecer PPP aos funcionários

Salário mínimo atual é 5 vezes menor que o necessário
Imprensa 11 JUN 2024

Salário mínimo atual é 5 vezes menor que o necessário

MTE inclui 19 novas profissões na Classificação Brasileira de Ocupações
Imprensa 10 JUN 2024

MTE inclui 19 novas profissões na Classificação Brasileira de Ocupações

Presidente da Força, Miguel Torres, defende fortalecimento das negociações coletivas na OIT
Força 10 JUN 2024

Presidente da Força, Miguel Torres, defende fortalecimento das negociações coletivas na OIT

Fórum Estadual da Liberdade Sindical realiza audiência coletiva
Imprensa 10 JUN 2024

Fórum Estadual da Liberdade Sindical realiza audiência coletiva

112ª Conferência Internacional da OIT – agenda de 10 de junho
Força 10 JUN 2024

112ª Conferência Internacional da OIT – agenda de 10 de junho

Dívidas de famílias atingem maior nível desde novembro de 2022: 78,8%
Imprensa 10 JUN 2024

Dívidas de famílias atingem maior nível desde novembro de 2022: 78,8%

O alimento indigesto da semeadura
Artigos 10 JUN 2024

O alimento indigesto da semeadura

Trabalhadores intensificam mobilização durante Conferência da OIT
Força 10 JUN 2024

Trabalhadores intensificam mobilização durante Conferência da OIT

Miguel Torres defenderá luta dos trabalhadores na OIT
Força 8 JUN 2024

Miguel Torres defenderá luta dos trabalhadores na OIT

Sindicalistas debatem reindustrialização do Brasil
Força 7 JUN 2024

Sindicalistas debatem reindustrialização do Brasil

SINPOSPETRO-RJ luta por aumento real para frentistas do RJ
Força 7 JUN 2024

SINPOSPETRO-RJ luta por aumento real para frentistas do RJ

Aposentados: SINDNAPI é a entidade com menor índice de reclamação, diz TCU
Força 7 JUN 2024

Aposentados: SINDNAPI é a entidade com menor índice de reclamação, diz TCU

Químicos da Força debatem desafios do movimento sindical
Força 7 JUN 2024

Químicos da Força debatem desafios do movimento sindical

OIT alerta: crises podem afetar avanços no mundo do trabalho
Imprensa 7 JUN 2024

OIT alerta: crises podem afetar avanços no mundo do trabalho

MTE atualiza multas trabalhistas para 2024; saiba novos valores
Imprensa 6 JUN 2024

MTE atualiza multas trabalhistas para 2024; saiba novos valores

Lei para motoristas de app pode mudar futuro do trabalho
Imprensa 6 JUN 2024

Lei para motoristas de app pode mudar futuro do trabalho

Segurança e medicina do trabalho em debate na Força Sindical
Força 6 JUN 2024

Segurança e medicina do trabalho em debate na Força Sindical

Trabalhadores da Construção Pesada podem deflagrar greve em toda Bahia
Força 6 JUN 2024

Trabalhadores da Construção Pesada podem deflagrar greve em toda Bahia

Sindnapi deverá ser protagonista no debate sobre a Previdência Social
Artigos 6 JUN 2024

Sindnapi deverá ser protagonista no debate sobre a Previdência Social

Secretário-geral da Força participa de debate sobre reindustrialização do Brasil
Força 6 JUN 2024

Secretário-geral da Força participa de debate sobre reindustrialização do Brasil

Mobilização em solidariedade ao RS continua
Força 6 JUN 2024

Mobilização em solidariedade ao RS continua

Todo apoio à Conalis
Artigos 6 JUN 2024

Todo apoio à Conalis

Aguarde! Carregando mais artigos...