“É hora do povo brasileiro se mobilizar e exigir vacina. Ou fazemos isso já ou o vírus vai devastar o País”. A fala é de Josinaldo José de Barros (Cabeça), vice-presidente dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região, filiado à Força Sindical.
metalurgicos-de-guarulhos-solidariedade-à-greve-renault
Josinaldo José de Barros (Cabeça), vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região
Cabeça afirma: “Salvar vidas é o mais importante. O melhor plano econômico pro Brasil é vacinar em massa. Sem saúde, como o povo vai trabalhar e o empresário tocar seu negócio?”
 
Para o dirigente metalúrgico, o movimento sindical de Guarulhos deve formar uma frente pró-vacina. “Precisamos cobrar as autoridades, do vereador ao presidente da República”, diz. Cabeça completa: “Reclamar faz parte, mas a vida ensina que as conquistas nascem da pressão e reivindicação”. Ele entende que esse movimento pode ser nacional.
 
Centrais – Força, CUT, UGT e CSB, as quatro Centrais representadas na cidade, finalizam documento conjunto em que cobram vacina às autoridades.
metalurgicos-de-guarulhos-solidariedade-à-greve-renault
Josinaldo José de Barros (Cabeça), vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região
Cabeça afirma: “Salvar vidas é o mais importante. O melhor plano econômico pro Brasil é vacinar em massa. Sem saúde, como o povo vai trabalhar e o empresário tocar seu negócio?”
 
Para o dirigente metalúrgico, o movimento sindical de Guarulhos deve formar uma frente pró-vacina. “Precisamos cobrar as autoridades, do vereador ao presidente da República”, diz. Cabeça completa: “Reclamar faz parte, mas a vida ensina que as conquistas nascem da pressão e reivindicação”. Ele entende que esse movimento pode ser nacional.
 
Centrais – Força, CUT, UGT e CSB, as quatro Centrais representadas na cidade, finalizam documento conjunto em que cobram vacina às autoridades.