Menu

Mapa do site

Emissão de boleto

Nacional São Paulo

Emissão de boleto

Nacional São Paulo
16 ABR 2024

Imagem do dia

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário Na manhã desta terça-feira (16) dezenas de lideranças sindicais fizeram uma panfletagem para iniciar a divulgação da celebração do Dia do Trabalhador – 1º de Maio Unificado das Centrais Sindicais foi realizado, no Largo da Concórdia (Estação de Trem do Brás), em São Paulo SP. O evento, este ano, será realizado no Estacionamento da NeoQuímica Arena (Itaquerão – estádio do Corinthians), na Zona Leste da capital paulista, a partir das 10 horas. O 1º de Maio Unitário é organizado pelas centrais sindicais:

  • Central Única dos Trabalhadores (CUT);
  • Força Sindical;
  • União Geral dos Trabalhadores (UGT);
  • Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB);
  • Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST);
  • Central de Sindicatos do Brasil (CSB);
  • Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e
  • Pública – Central do Servidor
Este ano, o lema do 1º de Maio Unificado será “Por um Brasil mais Justo” e vai destacar emprego decente; correção da tabela do Imposto de Renda, juros mais baixos, aposentadoria digna, salário igual para trabalho igual e valorização do serviço público.

Imagem do dia - Força Sindical

Enviar link da notícia por e-mail

Força

Itajaí (SC): Vereador Mafra participa de audiência com o Ministro dos Portos

terça-feira, 5 de março de 2013

Força

Itajaí (SC): Vereador Mafra participa de audiência com o Ministro dos Portos

Desde o ano passado, o vereador Osvaldo Mafra (PDT) foi até Brasília e desde então tem acompanhado de perto a situação da Medida Provisória 595 e o que ela acarretará. Hoje (05), Mafra saiu de Itajaí para participar de uma Audiência com o senador Eduardo Braga, relator MP.

Preocupado com a chamada MP dos portos as suas consequências, o vereador que é presidente da Comissão parlamentar de Complexos Portuários, Autarquias, Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista, busca junto com os companheiros sindicalistas do segmento procura uma solução para o impasse. A preocupação é que a Medida Provisória dá mais liberdade para os Portos na contratação da mão-de-obra.

“Estou preocupado com as implicações da medida”, revelou Mafra.
Quando ocupou a tribuna na semana passada, Mafra subscreveu o pedido de audiência pública do vereador Tiago Morastoni, que será realizada na Câmara dos Vereadores de Itajaí no próximo dia 11.

“É o futuro de Itajaí que está em jogo e é isso que me preocupa”, finalizou Mafra.

Essa audiência é fruto de um acordo entre governo e sindicalistas que optaram pela suspensão da greve nos portos públicos desde que, algumas medidas fossem tomadas. Uma delas foi abrir uma mesa de diálogo, com o relator da MP, o senador Braga, não acontecerá novos arrendamentos de terminais portuários ou concessões portuárias; o Governo federal não adotará ilegalidade para a greve.
 
A MP-595

O governo editou em dezembro a Medida Provisória 595, a MP dos Portos, que irá destruir o nosso sistema portuário e precarizar as condições de trabalho nos terminais.

O sistema deve ampliar o processo de privatização dos portos, que beneficiará grandes empresários, com prejuízos para o país.

A medida prejudica todo o sistema portuário, pois cria condições para que o sistema seja todo privatizado, caindo nas mãos de grandes donos de navios (armadores) e operadores internacionais, que terão o poder de determinar preços e demandas no setor.

As mudanças propostas pela nova legislação também impactam diretamente no trabalho portuário, e prejudicam os trabalhadores. A MP permite a precarização do trabalho nos portos, já que órgãos privados não serão obrigados a requisitar via Ogmo (Órgão Gestor de Mão de Obra), o que resultará em perdas de direitos, salários menores, desemprego e prejuízos para as cidades portuárias.
Os trabalhadores exigem que o governo federal cumpra a Convenção 137 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), da qual o Brasil é signatário. De acordo com essa Convenção, os trabalhadores devem ser ouvidos sobre mudanças que venham a repercutir sobre a atividade portuária e as normas de trabalho.

No início da década de 90, os trabalhadores tiveram um papel importante na elaboração da Lei 8.630/93, a Lei dos Portos, que foi amplamente discutida no Congresso e na sociedade. A partir daí os portos foram modernizados e equipados adequadamente.

A Medida deve prejudicar não só os trabalhadores, mas as cidades portuárias e a sociedade brasileira.

A Casa Civil demonstra não ter estratégia e tampouco conhecimento da questão portuária. A forma de agir da Casa Civil é uma afronta à democracia. O governo não pode desconsiderar as críticas, limitando a participação de legítimos representantes da sociedade. O diálogo democrático e as mudanças na MP dos Portos só trarão benefícios para toda a sociedade.

Fonte: Assessoria de imprensa da Força Sindical SC

Últimas de Força

Todas de Força
Mínimo RS: Centrais, governo e empresários ainda não chegaram a acordo
Força 23 ABR 2024

Mínimo RS: Centrais, governo e empresários ainda não chegaram a acordo

Metalúrgicos da Força debatem Nova Indústria Brasil
Força 23 ABR 2024

Metalúrgicos da Força debatem Nova Indústria Brasil

Delegação da Fenabor está na China para intercâmbio sindical
Relações Internacionais 23 ABR 2024

Delegação da Fenabor está na China para intercâmbio sindical

Sindicalistas conversam sobre a organização do1º de Maio
Força 23 ABR 2024

Sindicalistas conversam sobre a organização do1º de Maio

SinSaúdeSP lança convocação para Campanha Salarial 2024/2025
Força 23 ABR 2024

SinSaúdeSP lança convocação para Campanha Salarial 2024/2025

Sindicalistas debatem pautas trabalhistas
Força 23 ABR 2024

Sindicalistas debatem pautas trabalhistas

Vídeos 23 ABR 2024

1º de Maio Unitário – Por um Brasil mais justo!

86,1% dos reajuste salarias tiveram ganho real no primeiro trimestre
Força 19 ABR 2024

86,1% dos reajuste salarias tiveram ganho real no primeiro trimestre

Vídeos 19 ABR 2024

Presidente da Força intensifica luta para fortalecer movimento sindical

Em Brasília, sindicalistas debatem necessidades do setor elétrico nacional
Força 19 ABR 2024

Em Brasília, sindicalistas debatem necessidades do setor elétrico nacional

Eusébio Neto representa trabalhadores no Conselho do SENAC
Força 19 ABR 2024

Eusébio Neto representa trabalhadores no Conselho do SENAC

Sintrabor: Prometeon dificulta a antecipação de acordos coletivos
Força 19 ABR 2024

Sintrabor: Prometeon dificulta a antecipação de acordos coletivos

Projeção de AFT para SP é reduzida; “não vamos abrir mão do contingente”, diz Cissor
Força 19 ABR 2024

Projeção de AFT para SP é reduzida; “não vamos abrir mão do contingente”, diz Cissor

Sindsaúde na posse do Conselho Federal de Enfermagem
Força 19 ABR 2024

Sindsaúde na posse do Conselho Federal de Enfermagem

Frentistas do Rio conquistam aumento de 7,3%
Força 18 ABR 2024

Frentistas do Rio conquistam aumento de 7,3%

Servidores públicos debatem financiamento sindical
Força 18 ABR 2024

Servidores públicos debatem financiamento sindical

Mobilização dos Portuários de Santos nesta quinta-feira (18)
Força 18 ABR 2024

Mobilização dos Portuários de Santos nesta quinta-feira (18)

Seminário promove debate sobre o combate ao assédio eleitoral no trabalho
Força 18 ABR 2024

Seminário promove debate sobre o combate ao assédio eleitoral no trabalho

Miguel e Chicão debatem fortalecimento da negociação coletiva
Força 18 ABR 2024

Miguel e Chicão debatem fortalecimento da negociação coletiva

Prevenção de Acidentes do Trabalho: lançada a CANPAT 2024
Saúde e Segurança 18 ABR 2024

Prevenção de Acidentes do Trabalho: lançada a CANPAT 2024

Luiz Marinho e deputado Gastão recebem centrais sindicais
Força 18 ABR 2024

Luiz Marinho e deputado Gastão recebem centrais sindicais

Articulação para atualização do movimento sindical segue em Brasília
Força 18 ABR 2024

Articulação para atualização do movimento sindical segue em Brasília

Dia do Motociclista Profissional em debate no Senado Federal
Força 17 ABR 2024

Dia do Motociclista Profissional em debate no Senado Federal

Sindicalistas debatem temas relacionados à previdência propostos no GT do Setor Químico
Força 17 ABR 2024

Sindicalistas debatem temas relacionados à previdência propostos no GT do Setor Químico

Lideranças da Força Sindical se reúnem com delegação chinesa da ACFTU
Força 17 ABR 2024

Lideranças da Força Sindical se reúnem com delegação chinesa da ACFTU

Após conquistas, Sintrabor exalta organização nos locais de trabalho
Força 17 ABR 2024

Após conquistas, Sintrabor exalta organização nos locais de trabalho

Terceirizada some e unidade de Saúde em Guarulhos fica sem limpeza
Força 17 ABR 2024

Terceirizada some e unidade de Saúde em Guarulhos fica sem limpeza

Reunião do presidente Miguel e assessor jurídico da CNTM
Força 17 ABR 2024

Reunião do presidente Miguel e assessor jurídico da CNTM

Sindnapi reforça divulgação do 1º de Maio Unificado
Força 17 ABR 2024

Sindnapi reforça divulgação do 1º de Maio Unificado

Por que regulamentar a relação entre motoristas de veículos 4 rodas e empresas de aplicativos?
Força 17 ABR 2024

Por que regulamentar a relação entre motoristas de veículos 4 rodas e empresas de aplicativos?

Aguarde! Carregando mais artigos...