Os ônibus da empresa Otrantur, concessionária do serviço de transporte coletivo urbano de São Vicente, estão circulando normalmente, com 100% da frota em atividade.
assembleia dos motoristas e demais empregados da Otrantur
Na foto, assembleia dos motoristas e demais empregados da Otrantur, às 4 horas desta segunda-feira, na porta da garagem
Em assembleia na porta da garagem, às 4 horas desta segunda-feira (1º), seus motoristas e demais profissionais suspenderam a greve que começaria pela manhã, por tempo indeterminado.
 
A categoria achou melhor aguardar o resultado da audiência de conciliação marcada para as 14 horas desta terça-feira (2), por videoconferência, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP).
 
Por força de liminar requerida pela empresa e concedida pelo desembargador Celso Ricardo Peel Furtado de Oliveira, a frota circularia em 80% das 6 às 9 e 16 às 19 horas em todas as linhas.
 
Nos demais horários, estariam nas ruas apenas a metade dos veículos. A audiência terá participação de um diretor do sindicato, um representante da empresa e outro da prefeitura, com seus advogados.
 
A greve foi aprovada em assembleia na terça-feira (23), no sindicato, porque o vale-refeição e o adiantamento salarial não foram pagos na segunda-feira (22).
assembleia dos motoristas e demais empregados da Otrantur
Na foto, assembleia dos motoristas e demais empregados da Otrantur, às 4 horas desta segunda-feira, na porta da garagem
Em assembleia na porta da garagem, às 4 horas desta segunda-feira (1º), seus motoristas e demais profissionais suspenderam a greve que começaria pela manhã, por tempo indeterminado.
 
A categoria achou melhor aguardar o resultado da audiência de conciliação marcada para as 14 horas desta terça-feira (2), por videoconferência, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP).
 
Por força de liminar requerida pela empresa e concedida pelo desembargador Celso Ricardo Peel Furtado de Oliveira, a frota circularia em 80% das 6 às 9 e 16 às 19 horas em todas as linhas.
 
Nos demais horários, estariam nas ruas apenas a metade dos veículos. A audiência terá participação de um diretor do sindicato, um representante da empresa e outro da prefeitura, com seus advogados.
 
A greve foi aprovada em assembleia na terça-feira (23), no sindicato, porque o vale-refeição e o adiantamento salarial não foram pagos na segunda-feira (22).