A segunda onda da Covid-19 chegou com força e as contaminações crescem

O presidente do Stap (Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública de Guarulhos) ,Pedro Zanotti Filho,  lamenta: “O Brasil já tem mais de 203 mil mortos. As UTIs voltam a ficar lotadas. Os trabalhadores da Saúde estão esgotados. As vacinas são boas, mas  seus efeitos serão sentidos em meses”.

Diante desse quadro, não é possível retornar às aulas. Para tanto, o Stap entregou ofício sexta, dia 8, ao prefeito Guti e também na Secretaria da Educação. É preciso preservar a vida dos alunos, dos Servidores da Educação e evitar sobrecarga no sistema público de saúde.

O OFÍCIO:


“Guarulhos, 8 de janeiro de 2021
Exmo. Sr. Gustavo Henric Costa (Guti)
Prefeito Municipal
Ref. Adiamento da volta às aulas
Senhor prefeito:

Acima de tudo está a vida. E a Covid-19 já matou mais de 200 mil brasileiros. A doença acelera sua expansão e o cenário é de piora, até porque o governo federal não tem um plano de combate ao vírus.

Em Guarulhos e região, aumenta a incidência da Covid-19, cresce a demanda na rede pública e o sistema hospitalar se encontra no limite.

Não há, portanto, condições mínimas para retorno às aulas.

Sendo assim, em nome da vida, da saúde pública, da integridade dos Servidores da Educação, dos alunos, bem como de suas famílias, vimos solicitar seja suspenso o retorno anunciado para 3 de fevereiro.

Sigamos o bom senso. E o bom senso recomenda isolamento social, a única e efetiva arma contra a disseminação do novo Coronavírus.

Atenciosamente, Pedro Zanotti Filho, Presidente

 

 

O presidente do Stap (Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública de Guarulhos) ,Pedro Zanotti Filho,  lamenta: “O Brasil já tem mais de 203 mil mortos. As UTIs voltam a ficar lotadas. Os trabalhadores da Saúde estão esgotados. As vacinas são boas, mas  seus efeitos serão sentidos em meses”.

Diante desse quadro, não é possível retornar às aulas. Para tanto, o Stap entregou ofício sexta, dia 8, ao prefeito Guti e também na Secretaria da Educação. É preciso preservar a vida dos alunos, dos Servidores da Educação e evitar sobrecarga no sistema público de saúde.

O OFÍCIO:


“Guarulhos, 8 de janeiro de 2021
Exmo. Sr. Gustavo Henric Costa (Guti)
Prefeito Municipal
Ref. Adiamento da volta às aulas
Senhor prefeito:

Acima de tudo está a vida. E a Covid-19 já matou mais de 200 mil brasileiros. A doença acelera sua expansão e o cenário é de piora, até porque o governo federal não tem um plano de combate ao vírus.

Em Guarulhos e região, aumenta a incidência da Covid-19, cresce a demanda na rede pública e o sistema hospitalar se encontra no limite.

Não há, portanto, condições mínimas para retorno às aulas.

Sendo assim, em nome da vida, da saúde pública, da integridade dos Servidores da Educação, dos alunos, bem como de suas famílias, vimos solicitar seja suspenso o retorno anunciado para 3 de fevereiro.

Sigamos o bom senso. E o bom senso recomenda isolamento social, a única e efetiva arma contra a disseminação do novo Coronavírus.

Atenciosamente, Pedro Zanotti Filho, Presidente