Centrais debatem fortalecimento sindical, em Brasília
As Centrais Sindicais participam nesta semana, em Brasília, do seminário Debates e Propostas: Pela Reconstrução Sindical. O objetivo do evento é apresentar propostas para o fortalecimento e a reconstrução do sindicalismo brasileiro. O evento será realizado quarta (30) e quinta (1º).
 
A organização do evento é da Excola Social. Segundo o coordenador, professor Gerson Marques, os temas que serão apresentados – negociação coletiva e custeio – são oportunos. “Ambos os temas encontram-se mal tratados no Direito brasileiro, prejudicando essencialmente as atividades sindicais”, afirma.
 
A ideia é formular propostas que serão apresentadas ao presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, aos tribunais e autoridades públicas, além de discutir formas de ação imediatas, no campo da autonomia e liberdade sindical.
 
Participam dos debates dirigentes da CUT, Força Sindical, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), UGT, Nova Central e CSB, além de sindicalistas de outras entidades de classe.
 
Dentre os palestrantes, estão confirmados o ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Maurício Godinho Delgado, o subprocurado-geral do Trabalho, Francisco Gérson Marques de Lima, a vice-procuradora-geral do Trabalho, Maria Aparecida Gugel, e o advogado Mauro Menezes.
 
Seminário – Ocorre quarta (30) e quinta (1º), no Hotel Kubitschek Plaza, em Brasília. As inscrições já se encontram encerradas.
Centrais debatem fortalecimento sindical, em Brasília
As Centrais Sindicais participam nesta semana, em Brasília, do seminário Debates e Propostas: Pela Reconstrução Sindical. O objetivo do evento é apresentar propostas para o fortalecimento e a reconstrução do sindicalismo brasileiro. O evento será realizado quarta (30) e quinta (1º).
 
A organização do evento é da Excola Social. Segundo o coordenador, professor Gerson Marques, os temas que serão apresentados – negociação coletiva e custeio – são oportunos. “Ambos os temas encontram-se mal tratados no Direito brasileiro, prejudicando essencialmente as atividades sindicais”, afirma.
 
A ideia é formular propostas que serão apresentadas ao presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, aos tribunais e autoridades públicas, além de discutir formas de ação imediatas, no campo da autonomia e liberdade sindical.
 
Participam dos debates dirigentes da CUT, Força Sindical, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), UGT, Nova Central e CSB, além de sindicalistas de outras entidades de classe.
 
Dentre os palestrantes, estão confirmados o ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Maurício Godinho Delgado, o subprocurado-geral do Trabalho, Francisco Gérson Marques de Lima, a vice-procuradora-geral do Trabalho, Maria Aparecida Gugel, e o advogado Mauro Menezes.
 
Seminário – Ocorre quarta (30) e quinta (1º), no Hotel Kubitschek Plaza, em Brasília. As inscrições já se encontram encerradas.