A ADS - Alternativa Democrática Sindical divulgou nota, nesta segunda-feira defendendo a Amazônia e o meio ambiente no mundo. A entidade alerta no texto que as inúmeras queimadas na Floresta Amazônica são graves e irreversíveis as consequências para o futuro imediato no continente e para o mundo.

No documento, assinado pelo presidente da entidade, Julio Roberto Gómez Esguerra e pelo secretário-geral, Nilton Souza Da Silva, a ADS adverte que Bolsonaro não pode tirar sua responsabilidade em uma das mais graves tragédias ambientais da humanidade.

Denunciam também,  que está em curso um movimento populista e neoliberal a nivel mundial para favorecer os setores econômicos, empresários, latifundiários e os agricultores  que decidiram não respeitar seus compromissos assumidos com as mudanças climáticas.

Confira a íntegra da nota em espanhol

No documento, assinado pelo presidente da entidade, Julio Roberto Gómez Esguerra e pelo secretário-geral, Nilton Souza Da Silva, a ADS adverte que Bolsonaro não pode tirar sua responsabilidade em uma das mais graves tragédias ambientais da humanidade.

Denunciam também,  que está em curso um movimento populista e neoliberal a nivel mundial para favorecer os setores econômicos, empresários, latifundiários e os agricultores  que decidiram não respeitar seus compromissos assumidos com as mudanças climáticas.

Confira a íntegra da nota em espanhol