Pedro Zanotti Filho
Pedro Zanotti Filho
Eu não costumo julgar a Justiça. Mas a decisão do TST sobre a greve legítima dos trabalhadores dos Correios é uma paulada.
 
Por que legítima? Porque foi pra defender os direitos da Convenção Coletiva, pois a empresa havia cortado 70 dos 79 itens.
 
O Tribunal cortou até a licença-maternidade de 180 pra 120 dias, derrubou o auxílio-creche e anulou a licença pra mães adotantes. (Atenção: durante a pandemia o faturamento da ECT cresceu!).
 
Isso mostra o quanto está difícil obter direitos ou manter conquistas. Por isso, devemos valorizar cada direito.
 
No boletim desta semana, a manchete é o acordo que o Stap fechou para Servidor com deficiência, que tenha cônjuge deficiente ou, ainda, dependente com alguma deficiência. É uma conquista legal e humanitária. Deve ser por todos valorizada.
 
Pedro Zanotti Filho - Presidente do Stap
Eu não costumo julgar a Justiça. Mas a decisão do TST sobre a greve legítima dos trabalhadores dos Correios é uma paulada.
 
Por que legítima? Porque foi pra defender os direitos da Convenção Coletiva, pois a empresa havia cortado 70 dos 79 itens.
 
O Tribunal cortou até a licença-maternidade de 180 pra 120 dias, derrubou o auxílio-creche e anulou a licença pra mães adotantes. (Atenção: durante a pandemia o faturamento da ECT cresceu!).
 
Isso mostra o quanto está difícil obter direitos ou manter conquistas. Por isso, devemos valorizar cada direito.
 
No boletim desta semana, a manchete é o acordo que o Stap fechou para Servidor com deficiência, que tenha cônjuge deficiente ou, ainda, dependente com alguma deficiência. É uma conquista legal e humanitária. Deve ser por todos valorizada.
 
Pedro Zanotti Filho - Presidente do Stap