Menu

Mapa do site

Emissão de boleto

Nacional São Paulo

Emissão de boleto

Nacional São Paulo
11 ABR 2024

Imagem do dia

[caption id="attachment_60940" align="aligncenter" width="700"]Diálogo Sindical em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora Foto: Jaélcio Santana[/caption]

Imagem do dia - Força Sindical

Enviar link da notícia por e-mail

Artigos

Redução da Jornada de Trabalho – Uma luta pela qualidade de vida e dignidade

domingo, 25 de abril de 2010

Artigos

Redução da Jornada de Trabalho – Uma luta pela qualidade de vida e dignidade

Por: Nair Goulart

Desde o começo do processo de revolução industrial os trabalhadores lutam em busca de direitos e dignidade, mesmo tendo à frente um adversário poderoso, o capitalismo. Nenhum benefício conquistado pelos trabalhadores foi fácil. A redução da jornada de trabalho também será uma árdua batalha, da qual os trabalhadores sairão vitoriosos.

Liderados pela Força Sindical Nacional e juntamente com as demais Centrais Sindicais Estaduais, a Força Sindical Bahia luta, ao lado dos trabalhadores, pela aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 231/95, em tramite na Câmara Federal, que estabelece a redução da carga horária do trabalhador de 44 para 40 horas semanais, sem redução do salário e pagamento de 75% sobre a hora extra trabalhada. 

Em diversos países as jornadas de trabalho reduzidas são uma realidade, como é o caso da Itália, onde a jornada varia de 35 a 39 horas ou França, onde a jornada é de 35 horas semanais, sendo que aos domingos o comércio, com exceção de farmácias e hospitais, não abre. Caso o proprietário decida abrir o estabelecimento no domingo, o mesmo é obrigado pela lei a cumprir o expediente, de acordo com a lei francesa. Outros países como Dinamarca, Japão, Alemanha e Canadá também apresentam jornadas inferiores a brasileira, onde 20,3% dos trabalhadores enfrentam jornadas de 48 horas semanais. 

A medida também traria benefícios para a economia brasileira. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), com a aprovação da PEC seriam criados 2,5 milhões de postos de trabalho em todo o Brasil, gerando um custo inferior a 2% sobre o rendimento bruto das indústrias, aumentando a renda de milhares de famílias brasileiras e, conseqüentemente, estimulando o consumo e o crescimento do país. 

Algumas empresas compreenderam os benefícios da redução e já acataram a proposta, proporcionando um crescimento de 3,3% no número de brasileiros que trabalham até 40 horas semanais, nos últimos seis anos. Em setembro do ano passado a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo (Fequimfar), filiada à Força Sindical, fechou um acordo com as empresas farmacêuticas do estado, proporcionando a redução da jornada de trabalho de 15 mil funcionários, para 40 horas semanais, mesmo sem a aprovação da PEC. O mesmo acordo foi conquistado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, junto a 22 empresas do setor, beneficiando mais de 5,5 mil funcionários. 

Cerca de 20 mil metalúrgicos do Paraná também já trabalham em jornadas de 40 horas semanais, resultado da luta dos trabalhadores e do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, filiado à Força Sindical, que fecharam um acordo com 31 empresas do setor. 

Infelizmente a elite econômica brasileira é míope e não enxerga os benefícios proporcionados pela redução da jornada. Com maior tempo livre os trabalhadores podem investir na educação, qualificação profissional ou no lazer, além de ter mais tempo para ficar ao lado dos filhos e da família. A jornada extenuante enfrentada pelos brasileiros, aliada as péssimas condições de trabalho e a falta de segurança nas empresas, também influencia nos altos índices de acidentes de trabalho, números que seriam reduzidos com a aprovação da PEC 231/95. 

Portanto é preciso continuar a luta em busca de uma jornada de trabalho digna e, acima de tudo, qualidade de vida. A batalha não será fácil, mas o trabalhador é mais forte e, com todo o apoio da Força Sindical, a nossa luta pela redução da jornada de trabalho será conquistada.

Nair Goulart, presidente da Força Sindical/BA

O esquenta do 1º de Maio
João Guilherme Vargas Netto

O esquenta do 1º de Maio

Um inovador primeiro passo
Clemente Ganz Lúcio

Um inovador primeiro passo

Seguridade Social uma questão de humanidade
Eusébio Pinto Neto

Seguridade Social uma questão de humanidade

Pela manutenção da Democracia e sem anistia
Milton Cavalo

Pela manutenção da Democracia e sem anistia

“Combustível do Futuro” e o futuro do trabalho
Sérgio Luiz Leite, Serginho

“Combustível do Futuro” e o futuro do trabalho

Dia Internacional da Mulher: Desafios e compromissos pela igualdade
Maria Auxiliadora

Dia Internacional da Mulher: Desafios e compromissos pela igualdade

Uma questão de gênero
Aparecida Evaristo

Uma questão de gênero

Avanços reais
João Passos

Avanços reais

Dia dos trabalhadores em edifícios
Paulo Ferrari

Dia dos trabalhadores em edifícios

Comerciário sindicalizado só tem a ganhar
Milton de Araújo

Comerciário sindicalizado só tem a ganhar

Mensagem a Marinho
Josinaldo José de Barros (Cabeça)

Mensagem a Marinho

Apagão de responsabilidade
Nilton Souza da Silva, o Neco

Apagão de responsabilidade

Viva a república
Zoel Garcia Siqueira

Viva a república

19° CONGRESSO – ‘Democracia, sindicalismo e direitos trabalhistas’
Luiz Guedes da Conceição Aparecida

19° CONGRESSO – ‘Democracia, sindicalismo e direitos trabalhistas’

A contribuição assistencial e os oportunistas de plantão
César Augusto de Mello

A contribuição assistencial e os oportunistas de plantão

Diretoria do Sindicato dos Rodorivários SP toma posse
Força 12 ABR 2024

Diretoria do Sindicato dos Rodorivários SP toma posse

Rescisão de trabalhador com estabilidade só pode ser validada no sindicato
Força 12 ABR 2024

Rescisão de trabalhador com estabilidade só pode ser validada no sindicato

Mínimo RS: Centrais repudiam reajuste de apenas 2,2% proposto por entidades patronais
Força 12 ABR 2024

Mínimo RS: Centrais repudiam reajuste de apenas 2,2% proposto por entidades patronais

Presidentes das centrais farão coletiva, segunda (15), sobre 1º de Maio Unificado
Força 12 ABR 2024

Presidentes das centrais farão coletiva, segunda (15), sobre 1º de Maio Unificado

Força Sindical filia-se ao DIESAT
Força 12 ABR 2024

Força Sindical filia-se ao DIESAT

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical
Força 12 ABR 2024

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical

Presidente da Força participa de Seminário promovido pela FETRAMICO
Força 11 ABR 2024

Presidente da Força participa de Seminário promovido pela FETRAMICO

SMC realiza atividade sobre aplicação da Lei de Igualdade Salarial
Força 11 ABR 2024

SMC realiza atividade sobre aplicação da Lei de Igualdade Salarial

Diálogo Sindical em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
Imagem do dia 11 ABR 2024

Diálogo Sindical em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora

O esquenta do 1º de Maio
Artigos 11 ABR 2024

O esquenta do 1º de Maio

SINPOSPETRO-RJ rejeita proposta patronal e luta pela equiparação salarial no Rio
Força 11 ABR 2024

SINPOSPETRO-RJ rejeita proposta patronal e luta pela equiparação salarial no Rio

Negociação salarial dos frentistas do Rio será retomada hoje (10)
Força 10 ABR 2024

Negociação salarial dos frentistas do Rio será retomada hoje (10)

Sindicatos indianos lutam pelos direitos dos trabalhadores
Imprensa 10 ABR 2024

Sindicatos indianos lutam pelos direitos dos trabalhadores

Vídeos 10 ABR 2024

Resumo das atividades de terça-feira em Brasília; confira!

Centrais reúnem-se com Paim para debater projeto antissindical
Força 10 ABR 2024

Centrais reúnem-se com Paim para debater projeto antissindical

Sindicalistas se reúnem com Secretário Geral da Presidência da República
Força 9 ABR 2024

Sindicalistas se reúnem com Secretário Geral da Presidência da República

Sindnapi inaugura subsede em Campo Grande
Força 9 ABR 2024

Sindnapi inaugura subsede em Campo Grande

1º de Maio unitário das Centrais Sindicais será no Itaquerão
Força 9 ABR 2024

1º de Maio unitário das Centrais Sindicais será no Itaquerão

Sindicalistas se reúnem com ministro do TST
Força 9 ABR 2024

Sindicalistas se reúnem com ministro do TST

Mulheres da Central fazem avaliação do Março Mulher
Mulher 9 ABR 2024

Mulheres da Central fazem avaliação do Março Mulher

Abril Verde $ Abril Azul
Força 9 ABR 2024

Abril Verde $ Abril Azul

SINPOSPETRO-RJ busca novas parcerias em cursos para qualificação dos frentistas
Força 9 ABR 2024

SINPOSPETRO-RJ busca novas parcerias em cursos para qualificação dos frentistas

STF dá ganho de causa ao Sindserv contra prefeitura do Guarujá
Força 9 ABR 2024

STF dá ganho de causa ao Sindserv contra prefeitura do Guarujá

Sindicalistas levam reivindicações dos portuários ao governo
Força 9 ABR 2024

Sindicalistas levam reivindicações dos portuários ao governo

Um inovador primeiro passo
Artigos 8 ABR 2024

Um inovador primeiro passo

Nota: Apoiamos o Ministro Alexandre de Moraes contra as ameaças de Musk
Força 8 ABR 2024

Nota: Apoiamos o Ministro Alexandre de Moraes contra as ameaças de Musk

Força e Sindicato dos Metalúrgicos SP sediam encontro de Saúde do Trabalhador
Força 8 ABR 2024

Força e Sindicato dos Metalúrgicos SP sediam encontro de Saúde do Trabalhador

Seguridade Social uma questão de humanidade
Artigos 8 ABR 2024

Seguridade Social uma questão de humanidade

Agenda em Brasília: destaque para encontros com Ministros do Trabalho e da Previdência
Força 8 ABR 2024

Agenda em Brasília: destaque para encontros com Ministros do Trabalho e da Previdência

Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, esclarece a regulação de motoristas de apps
Força 6 ABR 2024

Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, esclarece a regulação de motoristas de apps

Aguarde! Carregando mais artigos...