Menu

Mapa do site

Emissão de boleto

Nacional São Paulo

Emissão de boleto

Nacional São Paulo
16 ABR 2024

Imagem do dia

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário Na manhã desta terça-feira (16) dezenas de lideranças sindicais fizeram uma panfletagem para iniciar a divulgação da celebração do Dia do Trabalhador – 1º de Maio Unificado das Centrais Sindicais foi realizado, no Largo da Concórdia (Estação de Trem do Brás), em São Paulo SP. O evento, este ano, será realizado no Estacionamento da NeoQuímica Arena (Itaquerão – estádio do Corinthians), na Zona Leste da capital paulista, a partir das 10 horas. O 1º de Maio Unitário é organizado pelas centrais sindicais:

  • Central Única dos Trabalhadores (CUT);
  • Força Sindical;
  • União Geral dos Trabalhadores (UGT);
  • Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB);
  • Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST);
  • Central de Sindicatos do Brasil (CSB);
  • Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e
  • Pública – Central do Servidor
Este ano, o lema do 1º de Maio Unificado será “Por um Brasil mais Justo” e vai destacar emprego decente; correção da tabela do Imposto de Renda, juros mais baixos, aposentadoria digna, salário igual para trabalho igual e valorização do serviço público.

Imagem do dia - Força Sindical

Enviar link da notícia por e-mail

Força

Dica de Filme relacionado ao Mundo do Trabalho: Wall Street, Poder e Cobiça

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Força

Dica de Filme relacionado ao Mundo do Trabalho: Wall Street, Poder e Cobiça

ImageWall Street, Poder e Cobiça

1987, EUA

Oliver Stone

"A crise demonstra que também no sistema bancário é preciso ser ético. Não é só o cidadão comum que tem que ser ético". No fervor da maior crise financeira dos Estados Unidos desde os anos de 1980, e quiçá, desde 1929, esta frase do presidente Lula na cúpula da ONU, em Nova Iorque (setembro de 2008) foi propagada nos principais tablóides de economia e política do Brasil e tratada com atenção pela imprensa estadunidense. Para o New York Times o discurso de Lula refletiu o tom do encontro.

Ética no sistema financeiro? É disso que trata o filme Wall Street, de Oliver Stone, 1987. Ou, para ser mais precisa, o filme trata, com ironia, deste ponto de interrogação. A trama foi inspirada na história real do especulador Michael Milken, que terminou preso depois que a Securities & Exchange Commission (SEC), gigante do mercado acionário norte americano, descobriu que ele usava uma rede secreta e manipulava informações para negociar suas ações na bolsa. O contexto de sua época estava favorável aos especuladores: por volta de 1985, o mercado financeiro dos Estados Unidos viveu sua época de maior alta. Com grande movimentação e elevada taxa de especulação, a bolsa entrou num grande colapso em outubro de 1987, acarretando uma enorme crise no mercado.

Wall Street mostra o lado dos que ganham com a crise econômica, o cinismo dos grandes especuladores e o deslumbramento de sua corte de "yuppies" recém enriquecidos jogando na bolsa com dinheiro alheio. Reflete, assim, o "trabalho" e a vida desses rapazes cujo consumismo descarado, imprimiu também uma marca forte no modo de ser de muita gente em nossos dias.

A história gira em torno do corretor da bolsa de Nova Iorque, Bud Fox (Charlie Sheen), admirador do bilionário Gordon Gekko (Michael Douglas), que tem como objetivo na vida, ganhar muito dinheiro, dinheiro como ele nunca viu na vida, seguindo assim o exemplo do seu mestre.

Buddy é um discípulo dedicado, obstinado e bem vestido, como manda o figurino dos "yuppies" (de yup: young urban profesional) que proliferaram na década de 1980. Ele aproxima-se de Gordon Gekko e descobre os caminhos ilícitos para a riqueza fácil. Sua fórmula de enriquecer não se baseia no lucro sobre a venda de produtos, mas na valorização e na taxa de juros de ações de empresas na bolsa de valores. Lógica que tira da jogada o processo produtivo e, conseqüentemente, a necessidade do trabalhador. Para isso ele conta com quem tiver disposto a lhe ajudar na manipulação das informações sobre ações da bolsa.

Em contraposição, seu pai, Carl Fox (Martin Sheen), um líder sindical, faz o discurso oposto, enaltecendo o trabalho produtivo e a união entre os trabalhadores. Mesmo com as perspectivas deslumbrantes oferecidas pela fortuna ambicionada pelo garoto, Carl, o pai, não se deixa enganar, e se recusa a participar de seus jogos financeiros. Neste emaranhado de interesses e ideologias a história se desenrola cheia de diálogos densos e complicados. É um filme para se ler, para se estudar, para se debruçar sobre ele.

Em certo momento, quando perguntado sobre quanto dinheiro é o bastante, Gekko diz: "Não é uma questão de ser o bastante. É como um jogo. O dinheiro em si não se faz, é simplesmente transferido. Como mágica. (…) Eu não crio nada. Eu sou o proprietário".

Nesta fala ele mostra a lógica da corrupção no sistema financeiro ultraliberal trazendo, a questão da ética reclamada pelo presidente Lula. As contravenções do sistema financeiro são sofisticadas e de difícil compreensão. O ultraliberalismo de Gekko, como o que causou a atual crise norte americana, passa ao largo de qualquer regra moral. O bilionário atual não é mais o dono da fábrica, mas o poderoso homem de negócios, que apenas calcula e não produz nada. Reparem bem nas palavras de Gordon Gekko: "O dinheiro em si não se faz, é simplesmente transferido. Eu não crio nada".

Em meio à sua busca desesperada por sucesso, Bud Fox percebe a má fé de Gekko ao "calcular" sua lucratividade sobre o fechamento da fábrica onde seu pai trabalha, levando à demissão dos funcionários. "O principal sobre o dinheiro, Bud, é que ele faz com que você faça coisas que não quer fazer", aconselha Sr Mannheim, seu chefe na Bolsa. Buddy cai em si e o conflito de valores e de interesses se estabelece, levando a um desfecho em que a moral não permite a continuação da desonestidade. Gordon Gekko, o pirata corporativo, se dá mal. Mas na realidade sua filosofia veio a dominar as práticas empresariais.

Há vinte anos atrás, em 1988, uma matéria sobre os seis meses pós crash de 19 de outubro de 1987, publicada na Business Week, trazia a seguinte avaliação de um membro da comissão de Seguro e Câmbio do Congresso americano: "19 de outubro foi produto de problemas técnicos". Contudo, advertiu a revista, "numa situação turbulenta, essa história pode repetir-se".

Fonte: Carolina Maria Ruy

Últimas de Força

Todas de Força
86,1% dos reajuste salarias tiveram ganho real no primeiro trimestre
Força 19 ABR 2024

86,1% dos reajuste salarias tiveram ganho real no primeiro trimestre

Vídeos 19 ABR 2024

Presidente da Força intensifica luta para fortalecer movimento sindical

Em Brasília, sindicalistas debatem necessidades do setor elétrico nacional
Força 19 ABR 2024

Em Brasília, sindicalistas debatem necessidades do setor elétrico nacional

Eusébio Neto representa trabalhadores no Conselho do SENAC
Força 19 ABR 2024

Eusébio Neto representa trabalhadores no Conselho do SENAC

Sintrabor: Prometeon dificulta a antecipação de acordos coletivos
Força 19 ABR 2024

Sintrabor: Prometeon dificulta a antecipação de acordos coletivos

Projeção de AFT para SP é reduzida; “não vamos abrir mão do contingente”, diz Cissor
Força 19 ABR 2024

Projeção de AFT para SP é reduzida; “não vamos abrir mão do contingente”, diz Cissor

Sindsaúde na posse do Conselho Federal de Enfermagem
Força 19 ABR 2024

Sindsaúde na posse do Conselho Federal de Enfermagem

Frentistas do Rio conquistam aumento de 7,3%
Força 18 ABR 2024

Frentistas do Rio conquistam aumento de 7,3%

Servidores públicos debatem financiamento sindical
Força 18 ABR 2024

Servidores públicos debatem financiamento sindical

Mobilização dos Portuários de Santos nesta quinta-feira (18)
Força 18 ABR 2024

Mobilização dos Portuários de Santos nesta quinta-feira (18)

Seminário promove debate sobre o combate ao assédio eleitoral no trabalho
Força 18 ABR 2024

Seminário promove debate sobre o combate ao assédio eleitoral no trabalho

Miguel e Chicão debatem fortalecimento da negociação coletiva
Força 18 ABR 2024

Miguel e Chicão debatem fortalecimento da negociação coletiva

Prevenção de Acidentes do Trabalho: lançada a CANPAT 2024
Saúde e Segurança 18 ABR 2024

Prevenção de Acidentes do Trabalho: lançada a CANPAT 2024

Luiz Marinho e deputado Gastão recebem centrais sindicais
Força 18 ABR 2024

Luiz Marinho e deputado Gastão recebem centrais sindicais

Articulação para atualização do movimento sindical segue em Brasília
Força 18 ABR 2024

Articulação para atualização do movimento sindical segue em Brasília

Dia do Motociclista Profissional em debate no Senado Federal
Força 17 ABR 2024

Dia do Motociclista Profissional em debate no Senado Federal

Sindicalistas debatem temas relacionados à previdência propostos no GT do Setor Químico
Força 17 ABR 2024

Sindicalistas debatem temas relacionados à previdência propostos no GT do Setor Químico

Lideranças da Força Sindical se reúnem com delegação chinesa da ACFTU
Força 17 ABR 2024

Lideranças da Força Sindical se reúnem com delegação chinesa da ACFTU

Após conquistas, Sintrabor exalta organização nos locais de trabalho
Força 17 ABR 2024

Após conquistas, Sintrabor exalta organização nos locais de trabalho

Terceirizada some e unidade de Saúde em Guarulhos fica sem limpeza
Força 17 ABR 2024

Terceirizada some e unidade de Saúde em Guarulhos fica sem limpeza

Reunião do presidente Miguel e assessor jurídico da CNTM
Força 17 ABR 2024

Reunião do presidente Miguel e assessor jurídico da CNTM

Sindnapi reforça divulgação do 1º de Maio Unificado
Força 17 ABR 2024

Sindnapi reforça divulgação do 1º de Maio Unificado

Por que regulamentar a relação entre motoristas de veículos 4 rodas e empresas de aplicativos?
Força 17 ABR 2024

Por que regulamentar a relação entre motoristas de veículos 4 rodas e empresas de aplicativos?

Liberdade sindical sob a ótica dos atos antissindicais em debate
Força 16 ABR 2024

Liberdade sindical sob a ótica dos atos antissindicais em debate

Hoteleiros de Goiás debatem fortalecimento do movimento sindical
Força 16 ABR 2024

Hoteleiros de Goiás debatem fortalecimento do movimento sindical

Ato e Canto pela Vida será domingo (28); confira programação
Força 16 ABR 2024

Ato e Canto pela Vida será domingo (28); confira programação

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário
Imagem do dia 16 ABR 2024

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário

Portuários fazem mobilização no Porto de Santos, nesta quinta (18)
Força 16 ABR 2024

Portuários fazem mobilização no Porto de Santos, nesta quinta (18)

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical
Força 16 ABR 2024

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical

Presidente Miguel Torres ressalta importância do Intercâmbio Sindical Brasil e China
Força 16 ABR 2024

Presidente Miguel Torres ressalta importância do Intercâmbio Sindical Brasil e China

Aguarde! Carregando mais artigos...