Dez equipes, evolvendo muitas pessoas, entre atletas, torcedores e diretores sindicais, participam do 32º jogos operários interfábricas da Feticom (federação dos trabalhadores na construção civil do estado de São Paulo), neste fim de semana, em Mongaguá.
09bccef8-0cba-4310-8724-97b98f448c68Crédito: Arquivo
Na foto, presidente do sindicato dos trabalhadores na construção civil de Santos, Macaé Marcos, com diretores e atletas, na abertura dos jogos

O evento começou na noite de sexta-feira (29) e terminará na tarde deste domingo (1), na colônia de férias da entidade, que representa 42 sindicatos e mais de 1 milhão de trabalhadores. A colônia fica na Avenida Governador Mário Covas, 814, Centro.
O sindicato dos trabalhadores na construção civil, montagem e manutenção industrial de Santos e região (Sintracomos) participa nas cinco modalidades:
futebol de areia, com 12 atletas, truco, bilhar, dama e dominó, com outros cinco participantes.
Seu presidente, Macaé Marcos Braz de Oliveira, que é diretor financeiro da federação, participou da solenidade de abertura e acompanha os jogos com outros diretores. “Estamos empenhados em trazer os troféus para Santos”, diz ele.

Campanhas salariais na pauta
“Mas se não conseguirmos”, afirma o sindicalista, “sem problemas. O importante é participar, disputar, irmanar-se em nome da unidade da categoria. Sempre saímos fortalecidos desses campeonatos da Feticom, preparatórios das campanhas salariais dos anos seguintes”.
Macaé diz quem “além de se divertir e praticar esportes, cuidando assim da saúde física e mental, a categoria trata ainda da organização e mobilização para as lutas do primeiro semestre, da data-base de maio. No campeonato, as pessoas falam também sobre questões trabalhistas”.
Entre uma partida e outra, segundo ele, os trabalhadores, os esportistas e os dirigentes sindicais trocam ideias sobre economia, conjuntura nacional e internacional, política interna e externa, “acertando os ponteiros das campanhas salariais específicas e unificadas”.

09bccef8-0cba-4310-8724-97b98f448c68Crédito: Arquivo
Na foto, presidente do sindicato dos trabalhadores na construção civil de Santos, Macaé Marcos, com diretores e atletas, na abertura dos jogos

O evento começou na noite de sexta-feira (29) e terminará na tarde deste domingo (1), na colônia de férias da entidade, que representa 42 sindicatos e mais de 1 milhão de trabalhadores. A colônia fica na Avenida Governador Mário Covas, 814, Centro.
O sindicato dos trabalhadores na construção civil, montagem e manutenção industrial de Santos e região (Sintracomos) participa nas cinco modalidades:
futebol de areia, com 12 atletas, truco, bilhar, dama e dominó, com outros cinco participantes.
Seu presidente, Macaé Marcos Braz de Oliveira, que é diretor financeiro da federação, participou da solenidade de abertura e acompanha os jogos com outros diretores. “Estamos empenhados em trazer os troféus para Santos”, diz ele.

Campanhas salariais na pauta
“Mas se não conseguirmos”, afirma o sindicalista, “sem problemas. O importante é participar, disputar, irmanar-se em nome da unidade da categoria. Sempre saímos fortalecidos desses campeonatos da Feticom, preparatórios das campanhas salariais dos anos seguintes”.
Macaé diz quem “além de se divertir e praticar esportes, cuidando assim da saúde física e mental, a categoria trata ainda da organização e mobilização para as lutas do primeiro semestre, da data-base de maio. No campeonato, as pessoas falam também sobre questões trabalhistas”.
Entre uma partida e outra, segundo ele, os trabalhadores, os esportistas e os dirigentes sindicais trocam ideias sobre economia, conjuntura nacional e internacional, política interna e externa, “acertando os ponteiros das campanhas salariais específicas e unificadas”.