A obra da linha de transmissão realizada na Bahia já tem a terceira morte registrada por acidente de trabalho em menos de três meses.

Na quarta-feira (09), o funcionário da empresa de energia SAE Towes, Antônio Wilson Silva Tôrres, morreu na cidade de Manoel Vitorino, vítima de acidente de trabalho na obra da linha de transmissão de alta tensão de Poções a Sapeaçu. A tomadora da obra é a Tropicália Transmissora de Energia S.A.

O Sintepav BA, através da Secretaria de Segurança e Saúde do Trabalho (SST), está realizando o acompanhamento no local para garantir que todas as medidas legais sejam adotadas.

No dia 25 de julho outro acidente de trabalho na empresa Symy Brasil, vitimou outros dois trabalhadores, Magno Pontes Tavares e Izael Passos de Souza na obra da Linha de Transmissão de Caetité.

Para o Sintepav BA acidentes de trabalho são inadmissíveis e empresas do porte da SAE Towes que compõe desde 2010 parte da KEC International Limited, empresa que possui projetos de torres de transmissão em 50 países, precisam ser comprometidas com a segurança e saúde do trabalho.

O Sintepav BA acredita que além do trabalho de acompanhamento da obra realizado pelo sindicato, as ações de fiscalização da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego – SRTE sejam fundamentais para verificar as condições de trabalho nas obras da linha de transmissão e evitar os acidentes que tem sido recorrentes.

Na quarta-feira (09), o funcionário da empresa de energia SAE Towes, Antônio Wilson Silva Tôrres, morreu na cidade de Manoel Vitorino, vítima de acidente de trabalho na obra da linha de transmissão de alta tensão de Poções a Sapeaçu. A tomadora da obra é a Tropicália Transmissora de Energia S.A.

O Sintepav BA, através da Secretaria de Segurança e Saúde do Trabalho (SST), está realizando o acompanhamento no local para garantir que todas as medidas legais sejam adotadas.

No dia 25 de julho outro acidente de trabalho na empresa Symy Brasil, vitimou outros dois trabalhadores, Magno Pontes Tavares e Izael Passos de Souza na obra da Linha de Transmissão de Caetité.

Para o Sintepav BA acidentes de trabalho são inadmissíveis e empresas do porte da SAE Towes que compõe desde 2010 parte da KEC International Limited, empresa que possui projetos de torres de transmissão em 50 países, precisam ser comprometidas com a segurança e saúde do trabalho.

O Sintepav BA acredita que além do trabalho de acompanhamento da obra realizado pelo sindicato, as ações de fiscalização da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego – SRTE sejam fundamentais para verificar as condições de trabalho nas obras da linha de transmissão e evitar os acidentes que tem sido recorrentes.