Menu

Mapa do site

Emissão de boleto

Nacional São Paulo

Emissão de boleto

Nacional São Paulo
11 ABR 2024

Imagem do dia

[caption id="attachment_60940" align="aligncenter" width="700"]Diálogo Sindical em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora Foto: Jaélcio Santana[/caption]

Imagem do dia - Força Sindical

Enviar link da notícia por e-mail

Força

São Paulo (SP): Força Sindical na luta contra o trabalho infantil

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Força

São Paulo (SP): Força Sindical na luta contra o trabalho infantil

A erradicação do trabalho infantil é uma bandeira de luta da Força Sindical desde sua fundação, foi com esta frase que Valclécia Trindade deu inicio ao debate “Contribuição da Força Sindical no Combate ao Trabalho Infantil” discutido nesta sexta-feira (dia 10) no Ciclo de Debates organizado pela Força Sindical para comemorar os seus 20 anos de existência.

Valclécia lembrou ainda que ao longo de 20 anos três sindicatos filiados a Central foram pioneiros em desenvolver projetos de prevenção ao trabalho infantil. O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo com o Centro de Atendimento Biopsicossocial Meu Guri, o Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco com a Associação Eremim e o Sind. dos Metalúrgicos de Guarulhos com o Instituto Meu Futuro. Ressalta ainda que outras ações são desenvolvidas por entidades filiadas a Central: Instituto Social dos Químicos (Sind. Químicos de Guarulhos), Projeto Previnir (Sind. Alimentação de Catanduva) e Associação Bogum Ere (Força Sindical-BA e Sind. Constr. Pesada da Bahia).

Lyvia Rodrigues, assessora de Assuntos Trabalho Infantil da CSA-CSI, lembrou que no Brasil são cerca de 2,5 milhões de crianças trabalhando destas 37% trabalham na agricultura e 67% em outras atividades. Lyvia alertou sobre a importância de se realizar um intercambio entre as centrais sindicais para fortalecer a erradicação do trabalho infantil. “É necessário consolidar uma política sindical internacional e desenvolver campanhas e programas que fortaleçam a luta para combater o trabalho infantil”.

O professor e consultor da Federação dos Comerciários de São Paulo, Paulo José de Lara Dante, ressaltou que a Fecomerciários e a Força Sindical sempre estiveram juntas na luta pela erradicação do trabalho infantil.  Disse ainda que a educação é uma arma muito importante para erradicar de vez o trabalho infantil. O professor defendeu que as crianças de 5 a 15 anos devem estar em creches ou escolas e que o município e o estado devem dar prioridade a elas.

AÇÕES CONCRETAS DA FORÇA SINDICAL

Alexandra Gomes, administradora do Instituto Meu Futuro, lembrou que a entidade foi criada em 2002 Pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos, com o intuito de suprir as necessidades de uma região muito carente da cidade de Guarulhos. atende crianças e adolescentes de 7 a 16 anos com atividades culturais e esportivas. Também são oferecidas cursos profissionalizantes. Ela ressalta ainda que é fundamental que as crianças estejam estudando para participar do projeto. “Nosso objetivo primordial é formar cidadãos”, diz Alexandra.

O Centro de Atendimento Biopsicossocial Meu Guri, presidido pela diretora financeira do Sindicato dos Metalúrgicos de SP, Elza Costa Pereira, atende hoje 110 crianças e adolescentes. “Realizamos um importante trabalho ha 14 anos que não envolve somente as crianças, mas também as famílias. Cada um de nós pode fazer a diferença e nós, no Meu guri estamos fazendo”, ressaltou Elza.

“As crianças são incentivadas a desenvolver as suas habilidades e capacidades. Nós mostramos o caminho, ajudamos as crianças a se desenvolverem como seres humanos”, explica Neusa Costa de Oliveira Coordenadora Geral do projeto. Outra ação importante desenvolvida é o Projeto Laços com atividades realizadas direto nas comunidades atendo as famílias em situação de vulnerabilidade e risco.

Outro projeto de sucesso contra o trabalho infantil é realizado em parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco, a Associação Eremim, Renata Paredes conta que é necessário formar e educar as crianças de forma integral através de uma parceria entre escola, comunidade e a Associação.

A associação trabalha com a complementação educacional desenvolvidas em três programas Arte e cultura por meio da dança, música e hip-hop; educação pelo trabalho e apoio sócio familiar. O objetivo é desenvolver e ampliar a capacidade de expressão, o universo de linguagens disponíveis para as crianças, adolescentes e jovens.

Renata ressaltou ainda que todas as crianças e adolescentes que participam da Associação Eremim devem estar matriculadas e freqüentando regularmente a rede pública de ensino em Osasco.

Gleides Sodré, secretária nacional de Políticas para a Criança e o Adolescente da Força Sindical, lembrou que o trabalho da Central tem procurado criar espaços de intercâmbio e troca de experiências. Para ser possível rever o papel do movimento sindical na sociedade, incentivando que mais ações sejam desenvolvidas nessa área, articulando estratégias levando-se em conta o realizado e o que ainda pode e deve ser feito.

Gleides encerrou o debate lembrando que o Brasil é o hoje o país que desenvolve as políticas mais vitoriosas no combate ao trabalho infantil. Lembrou também que o nosso país é apontado para sediar a 3ª Conferência Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. E que a Força Sindical tem um papel fundamental na criação de mecanismos para erradicar o trabalho infantil em nosso país. “Nossa Central pode ajudar a desenvolver mais projetos como o Meu Guri, Meu Futuro e Eremim que são modelos a serem seguido para combater com firmeza este mal que aterroriza nossas crianças. Defendemos que lugar de criança é na escola. Não ao trabalho infantil”, completa a sindicalista.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Força Sindical

Últimas de Força

Todas de Força
Diretoria do Sindicato dos Rodorivários SP toma posse
Força 12 ABR 2024

Diretoria do Sindicato dos Rodorivários SP toma posse

Rescisão de trabalhador com estabilidade só pode ser validada no sindicato
Força 12 ABR 2024

Rescisão de trabalhador com estabilidade só pode ser validada no sindicato

Mínimo RS: Centrais repudiam reajuste de apenas 2,2% proposto por entidades patronais
Força 12 ABR 2024

Mínimo RS: Centrais repudiam reajuste de apenas 2,2% proposto por entidades patronais

Presidentes das centrais farão coletiva, segunda (15), sobre 1º de Maio Unificado
Força 12 ABR 2024

Presidentes das centrais farão coletiva, segunda (15), sobre 1º de Maio Unificado

Força Sindical filia-se ao DIESAT
Força 12 ABR 2024

Força Sindical filia-se ao DIESAT

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical
Força 12 ABR 2024

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical

Presidente da Força participa de Seminário promovido pela FETRAMICO
Força 11 ABR 2024

Presidente da Força participa de Seminário promovido pela FETRAMICO

SMC realiza atividade sobre aplicação da Lei de Igualdade Salarial
Força 11 ABR 2024

SMC realiza atividade sobre aplicação da Lei de Igualdade Salarial

Diálogo Sindical em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
Imagem do dia 11 ABR 2024

Diálogo Sindical em Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora

O esquenta do 1º de Maio
Artigos 11 ABR 2024

O esquenta do 1º de Maio

SINPOSPETRO-RJ rejeita proposta patronal e luta pela equiparação salarial no Rio
Força 11 ABR 2024

SINPOSPETRO-RJ rejeita proposta patronal e luta pela equiparação salarial no Rio

Negociação salarial dos frentistas do Rio será retomada hoje (10)
Força 10 ABR 2024

Negociação salarial dos frentistas do Rio será retomada hoje (10)

Sindicatos indianos lutam pelos direitos dos trabalhadores
Imprensa 10 ABR 2024

Sindicatos indianos lutam pelos direitos dos trabalhadores

Vídeos 10 ABR 2024

Resumo das atividades de terça-feira em Brasília; confira!

Centrais reúnem-se com Paim para debater projeto antissindical
Força 10 ABR 2024

Centrais reúnem-se com Paim para debater projeto antissindical

Sindicalistas se reúnem com Secretário Geral da Presidência da República
Força 9 ABR 2024

Sindicalistas se reúnem com Secretário Geral da Presidência da República

Sindnapi inaugura subsede em Campo Grande
Força 9 ABR 2024

Sindnapi inaugura subsede em Campo Grande

1º de Maio unitário das Centrais Sindicais será no Itaquerão
Força 9 ABR 2024

1º de Maio unitário das Centrais Sindicais será no Itaquerão

Sindicalistas se reúnem com ministro do TST
Força 9 ABR 2024

Sindicalistas se reúnem com ministro do TST

Mulheres da Central fazem avaliação do Março Mulher
Mulher 9 ABR 2024

Mulheres da Central fazem avaliação do Março Mulher

Abril Verde $ Abril Azul
Força 9 ABR 2024

Abril Verde $ Abril Azul

SINPOSPETRO-RJ busca novas parcerias em cursos para qualificação dos frentistas
Força 9 ABR 2024

SINPOSPETRO-RJ busca novas parcerias em cursos para qualificação dos frentistas

STF dá ganho de causa ao Sindserv contra prefeitura do Guarujá
Força 9 ABR 2024

STF dá ganho de causa ao Sindserv contra prefeitura do Guarujá

Sindicalistas levam reivindicações dos portuários ao governo
Força 9 ABR 2024

Sindicalistas levam reivindicações dos portuários ao governo

Um inovador primeiro passo
Artigos 8 ABR 2024

Um inovador primeiro passo

Nota: Apoiamos o Ministro Alexandre de Moraes contra as ameaças de Musk
Força 8 ABR 2024

Nota: Apoiamos o Ministro Alexandre de Moraes contra as ameaças de Musk

Força e Sindicato dos Metalúrgicos SP sediam encontro de Saúde do Trabalhador
Força 8 ABR 2024

Força e Sindicato dos Metalúrgicos SP sediam encontro de Saúde do Trabalhador

Seguridade Social uma questão de humanidade
Artigos 8 ABR 2024

Seguridade Social uma questão de humanidade

Agenda em Brasília: destaque para encontros com Ministros do Trabalho e da Previdência
Força 8 ABR 2024

Agenda em Brasília: destaque para encontros com Ministros do Trabalho e da Previdência

Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, esclarece a regulação de motoristas de apps
Força 6 ABR 2024

Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, esclarece a regulação de motoristas de apps

Aguarde! Carregando mais artigos...