Menu

Mapa do site

Emissão de boleto

Nacional São Paulo

Emissão de boleto

Nacional São Paulo
14 JUN 2024

Imagem do dia

Secretário-geral da Força participa de homenagem aos 24 anos do Sindnapi Sindnapi completa 24 anos e comemora com sessão solene para homenagear fundadores e líderes políticos e sindicais Secretário-geral da Força participa de homenagem aos 24 anos do Sindnapi

Imagem do dia - Força Sindical

Enviar link da notícia por e-mail

Força

São Paulo(SP): TST autoriza Light a terceirizar serviços

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Força

São Paulo(SP): TST autoriza Light a terceirizar serviços

Trabalhista: Ministros da 8ª Turma decidem adotar recente entendimento do Supremo sobre o assunto

Tiago Cedraz: decisão da 8ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho deixou para segundo plano a discussão sobre a terceirização de atividade-fim nos setores de energia e telecomunicaçõesUma recente decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) renovou as esperanças de empresas das áreas de energia elétrica e telefonia que tentam manter serviços terceirizados. A 8ª Turma, com base em entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), julgou favorável recurso apresentado pela Light, levando em consideração a Lei nº 8.987, de 1995, que regulamenta a concessão de serviços públicos, e não uma súmula do TST sobre o assunto. O enunciado limita a terceirização à atividade-meio das empresas.

Apesar de haver leis específicas para esses setores, que admitem praticamente todo tipo de terceirização, o tema ainda é controverso na Justiça do Trabalho. O Supremo, no entanto, em um primeiro pronunciamento sobre o tema, foi favorável às empresas. Os ministros suspenderam uma decisão do TST que condenava a Vivo por terceirização do serviço de call center.

Ao julgar o caso da Light, a relatora do processo impetrado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), ministra Maria Cristina Peduzzi, incluiu em seu voto parte da decisão favorável à Vivo, proferida pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo, em novembro. Segundo ele, ainda que a Súmula 331, inciso III, do TST limite a terceirização à atividade-meio das empresas, a Lei Geral das Telecomunicações permite a contratação com terceiros para o desenvolvimento de quase todas as atividades, de acordo com os limites estabelecidos pelo órgão regulador do setor.

De acordo com Mendes, o TST não poderia deixar de aplicar a norma específica do setor sem que essa fosse declarada inconstitucional. Para ele, se não o fizer, a Corte trabalhista descumpre a Súmula Vinculante nº 10 do STF. De acordo com o enunciado, viola a cláusula de reserva de plenário a decisão que, embora não declare expressamente a inconstitucionalidade de lei ou ato normativo do poder público, afasta sua incidência, no todo ou em parte.

No caso da Light, a ministra entendeu que o artigo 25 da Lei nº 8.987, de 1995, com redação semelhante à Lei Geral de Telecomunicações, ao permitir a utilização de terceiros nas atividades desenvolvidas pelas concessionárias de energia elétrica, ampliou as hipóteses de terceirização para o setor. Para ela, então, no caso, não poderia ser aplicada a Súmula nº 331 do TST, já que essa ‘hipótese está expressamente autorizada por lei’. Ainda cabe recurso.

Para os advogados da empresa, Tiago Cedraz e Bruno Galiano, do Cedraz & Tourinho Dantas, o posicionamento do TST representa uma quebra de paradigma, já que a discussão sobre terceirização de atividade-fim ficou, agora, em segundo plano. ‘O que se deve analisar agora são as leis desses setores’, diz Cedraz, lembrando que o TST ainda está muito dividido sobre o tema. ‘Essa recente decisão, no entanto, poderá ser utilizada como referência daqui para frente’.

O Ministério Público do Trabalho entrou com ação contra a Light em 2001. No seu relatório de fiscalização, afirma que companhia reduziu seu quadro de funcionários. Havia cerca de 11 mil empregados. Hoje, não chegaria à metade. Esse mesmo relatório, segundo expõe a ministra em seu voto, aponta que quase 10% dos empregados demitidos foram contratados por terceirizadas, por salários menores. Em seu voto, Maria Cristina Peduzzi afirma que ‘ não há, no entanto, lei que imponha que empresas tenham mais empregados do que terceirizados. E, diante da possibilidade de terceirização admitida por lei, essa situação mostra-se possível’.

Com a decisão do Supremo, o advogado Luiz Fernando Alouche, sócio do Almeida Advogados e representante de diversas concessionárias de telefonia e energia, afirma que o tema tende a ser pacificado em pouco tempo. Ele lembra que as grandes companhias são alvo de ações ajuizadas pelo Ministério Público do Trabalho, que envolvem altos valores e muitos trabalhadores. ‘Enquanto as decisões eram dadas em casos isolados, era mais difícil de se obter essa uniformização’, diz.

.

Fonte: Informações do jornal Valor

Últimas de Força

Todas de Força
Sindnapi 24 anos: homenagem e Carta de Lula marcam celebração
Força 17 JUN 2024

Sindnapi 24 anos: homenagem e Carta de Lula marcam celebração

Guilherme Boulos abre Ciclo Nacional de Debates do Sindnapi
Força 17 JUN 2024

Guilherme Boulos abre Ciclo Nacional de Debates do Sindnapi

Servidores intensificam debate sobre contribuição assistencial
Força 17 JUN 2024

Servidores intensificam debate sobre contribuição assistencial

Projeto da Fetercesp recebe Prêmio Sindimais 2024
Força 17 JUN 2024

Projeto da Fetercesp recebe Prêmio Sindimais 2024

Sindnapi realiza ações no “Mês de Conscientização da Violência Contra os Idosos”
Força 17 JUN 2024

Sindnapi realiza ações no “Mês de Conscientização da Violência Contra os Idosos”

Centrais Sindicais farão ato contra juros altos nesta terça (18)
Força 17 JUN 2024

Centrais Sindicais farão ato contra juros altos nesta terça (18)

Fenepospetro abre colônia de férias para a categoria do Rio
Força 14 JUN 2024

Fenepospetro abre colônia de férias para a categoria do Rio

Secretário-geral da Força participa de homenagem aos 24 anos do Sindnapi
Imagem do dia 14 JUN 2024

Secretário-geral da Força participa de homenagem aos 24 anos do Sindnapi

Sintepav-BA conquista avanços para os trabalhadores
Força 14 JUN 2024

Sintepav-BA conquista avanços para os trabalhadores

Sintrabor realiza 1º Encontro Evangélico da Categoria Borracheira
Força 14 JUN 2024

Sintrabor realiza 1º Encontro Evangélico da Categoria Borracheira

Sindnapi completa 24 anos e mantém a luta pela dignidade do aposentado
Força 14 JUN 2024

Sindnapi completa 24 anos e mantém a luta pela dignidade do aposentado

Nota de falecimento – Helena Alves dos Santos
Força 14 JUN 2024

Nota de falecimento – Helena Alves dos Santos

Câmara Setorial ajudará a combater irregularidades na revenda de combustíveis
Força 13 JUN 2024

Câmara Setorial ajudará a combater irregularidades na revenda de combustíveis

Acordo com centrais prevê distribuição de R$ 20 bi do FGTS a cotistas
Força 13 JUN 2024

Acordo com centrais prevê distribuição de R$ 20 bi do FGTS a cotistas

SinSaúdeSP: empresário nega trabalho escravo no Sul e gera mal-estar
Força 13 JUN 2024

SinSaúdeSP: empresário nega trabalho escravo no Sul e gera mal-estar

Sobre a Correção do Fundo de Garantia
Artigos 13 JUN 2024

Sobre a Correção do Fundo de Garantia

Comportamento desejável
Artigos 13 JUN 2024

Comportamento desejável

Supremo decide que FGTS deve garantir correção pelo IPCA
Força 13 JUN 2024

Supremo decide que FGTS deve garantir correção pelo IPCA

Conscientizar para combater a violência contra o idoso
Artigos 13 JUN 2024

Conscientizar para combater a violência contra o idoso

Miguel Torres na OIT: Lutamos pelo fim do trabalho escravo e dos golpismos no Brasil
Força 12 JUN 2024

Miguel Torres na OIT: Lutamos pelo fim do trabalho escravo e dos golpismos no Brasil

Químicos de Rio Claro fazem Curso de Fortalecimento da CIPA
Força 12 JUN 2024

Químicos de Rio Claro fazem Curso de Fortalecimento da CIPA

Centrais debatem prioridades dos trabalhadores com Alckmin
Força 12 JUN 2024

Centrais debatem prioridades dos trabalhadores com Alckmin

Vídeos 12 JUN 2024

Miguel Torres e Nilton Neco dão o recado direto da 112ª Conferência da OIT

Santos: Sindest quer aumentar efetivo de servidores com reforma administrativa
Força 11 JUN 2024

Santos: Sindest quer aumentar efetivo de servidores com reforma administrativa

Defendemos a criação de um programa emergencial robusto
Artigos 11 JUN 2024

Defendemos a criação de um programa emergencial robusto

Cerca de 78% das greves foram para manter direitos em 2023
Força 11 JUN 2024

Cerca de 78% das greves foram para manter direitos em 2023

Postos de combustíveis devem fornecer PPP aos funcionários
Força 11 JUN 2024

Postos de combustíveis devem fornecer PPP aos funcionários

Salário mínimo atual é 5 vezes menor que o necessário
Imprensa 11 JUN 2024

Salário mínimo atual é 5 vezes menor que o necessário

MTE inclui 19 novas profissões na Classificação Brasileira de Ocupações
Imprensa 10 JUN 2024

MTE inclui 19 novas profissões na Classificação Brasileira de Ocupações

Presidente da Força, Miguel Torres, defende fortalecimento das negociações coletivas na OIT
Força 10 JUN 2024

Presidente da Força, Miguel Torres, defende fortalecimento das negociações coletivas na OIT

Aguarde! Carregando mais artigos...