A reportagem do G1 aponta ainda, segundo pesquisa de uma consultoria, que para 55%, ideia de voltar ao escritório os deixa estressados, mas 58% dizem que continuar trabalhando remotamente pode prejudicar suas chances de ascensão profissional.
home officeCrédito: Maxime/Unsplash
Nem todos os profissionais estão animados com retorno ao escritório
Com o avanço da vacinação, as empresas que adotaram o home office por causa da pandemia já avaliam o retorno aos ambientes de trabalho. Mas nem todos os profissionais se sentem confortáveis com essa possibilidade.
 
Uma pesquisa da Korn Ferry, empresa global de consultoria organizacional, aponta que 70% dos profissionais dizem que trabalhar remotamente é o novo normal e que retornar à rotina do escritório será "difícil" e "estranho".
 
Mais da metade (55%) diz que a ideia de voltar ao escritório em vez de trabalhar em casa os deixa estressados, mas a maioria sente que pode não ter escolha – 58% dizem que admitir ao chefe que preferem continuar trabalhando remotamente pode prejudicar suas chances de ascensão profissional.
 
Quase três quartos (74%) dos entrevistados dizem que têm mais energia e foco quando trabalham em casa em vez do escritório, e quase metade (49%) diz que recusaria uma oferta de emprego se fosse obrigada a trabalhar do escritório em tempo integral.
 
“Tem sido um ano difícil para todos e é responsabilidade dos gerentes realmente ouvir seus funcionários e ser flexíveis ao considerar um retorno ao escritório”, disse Melissa Swift, líder global de Transformação da Força de Trabalho da Korn Ferry.
 
“Estamos descobrindo que muitos funcionários sentem que são mais produtivos quando trabalham em casa, então considerar uma programação híbrida de trabalho remoto e no escritório pode ser a opção mais eficaz.”
 
A pesquisa constatou que os profissionais são reticentes em desistir das roupas confortáveis que usavam ao trabalhar em casa. Metade (50%) afirma que pretende se vestir de maneira mais casual quando voltar ao escritório.
 
A Korn Ferry ouviu 581 profissionais em abril de 2021.

Veja abaixo as respostas da pesquisa:

A ideia de voltar ao escritório em vez de trabalhar em casa deixa você estressado?

Sim: 55%
Não: 45%

Admitir para seu chefe que você prefere continuar trabalhando remotamente em vez de voltar para o escritório prejudicaria suas chances de progredir na carreira?

Sim: 58%
Não: 42%

Parece que trabalhar remotamente é o novo “normal” e voltar à rotina do escritório será difícil/estranho?

Sim: 70%
Não: 30%

Você recusaria uma oferta de emprego se a empresa exigisse que você trabalhasse no escritório em tempo integral?

Não: 51%
Sim: 49%

Na sua opinião, qual grupo está mais animado em ver uma grande porcentagem de funcionários voltando ao escritório?

Líderes da empresa: 85%
Não gerentes: 15%

Você tem mais energia/foco trabalhando em casa ou no escritório?

Casa: 74%
Escritório: 26%

A compra de um novo traje de trabalho o ajudará a ficar mais animado com o retorno ao escritório?

Não: 65%
Sim: 35%

Você acha que vai se vestir de forma diferente do que antes da pandemia quando voltar ao escritório?

Sim, mais casualmente: 50%
Não: 43%
Sim, mais formalmente: 7%

 

home officeCrédito: Maxime/Unsplash
Nem todos os profissionais estão animados com retorno ao escritório
Com o avanço da vacinação, as empresas que adotaram o home office por causa da pandemia já avaliam o retorno aos ambientes de trabalho. Mas nem todos os profissionais se sentem confortáveis com essa possibilidade.
 
Uma pesquisa da Korn Ferry, empresa global de consultoria organizacional, aponta que 70% dos profissionais dizem que trabalhar remotamente é o novo normal e que retornar à rotina do escritório será "difícil" e "estranho".
 
Mais da metade (55%) diz que a ideia de voltar ao escritório em vez de trabalhar em casa os deixa estressados, mas a maioria sente que pode não ter escolha – 58% dizem que admitir ao chefe que preferem continuar trabalhando remotamente pode prejudicar suas chances de ascensão profissional.
 
Quase três quartos (74%) dos entrevistados dizem que têm mais energia e foco quando trabalham em casa em vez do escritório, e quase metade (49%) diz que recusaria uma oferta de emprego se fosse obrigada a trabalhar do escritório em tempo integral.
 
“Tem sido um ano difícil para todos e é responsabilidade dos gerentes realmente ouvir seus funcionários e ser flexíveis ao considerar um retorno ao escritório”, disse Melissa Swift, líder global de Transformação da Força de Trabalho da Korn Ferry.
 
“Estamos descobrindo que muitos funcionários sentem que são mais produtivos quando trabalham em casa, então considerar uma programação híbrida de trabalho remoto e no escritório pode ser a opção mais eficaz.”
 
A pesquisa constatou que os profissionais são reticentes em desistir das roupas confortáveis que usavam ao trabalhar em casa. Metade (50%) afirma que pretende se vestir de maneira mais casual quando voltar ao escritório.
 
A Korn Ferry ouviu 581 profissionais em abril de 2021.

Veja abaixo as respostas da pesquisa:

A ideia de voltar ao escritório em vez de trabalhar em casa deixa você estressado?

Sim: 55%
Não: 45%

Admitir para seu chefe que você prefere continuar trabalhando remotamente em vez de voltar para o escritório prejudicaria suas chances de progredir na carreira?

Sim: 58%
Não: 42%

Parece que trabalhar remotamente é o novo “normal” e voltar à rotina do escritório será difícil/estranho?

Sim: 70%
Não: 30%

Você recusaria uma oferta de emprego se a empresa exigisse que você trabalhasse no escritório em tempo integral?

Não: 51%
Sim: 49%

Na sua opinião, qual grupo está mais animado em ver uma grande porcentagem de funcionários voltando ao escritório?

Líderes da empresa: 85%
Não gerentes: 15%

Você tem mais energia/foco trabalhando em casa ou no escritório?

Casa: 74%
Escritório: 26%

A compra de um novo traje de trabalho o ajudará a ficar mais animado com o retorno ao escritório?

Não: 65%
Sim: 35%

Você acha que vai se vestir de forma diferente do que antes da pandemia quando voltar ao escritório?

Sim, mais casualmente: 50%
Não: 43%
Sim, mais formalmente: 7%