Menu

Mapa do site

Emissão de boleto

Nacional São Paulo

Emissão de boleto

Nacional São Paulo
16 ABR 2024

Imagem do dia

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário Na manhã desta terça-feira (16) dezenas de lideranças sindicais fizeram uma panfletagem para iniciar a divulgação da celebração do Dia do Trabalhador – 1º de Maio Unificado das Centrais Sindicais foi realizado, no Largo da Concórdia (Estação de Trem do Brás), em São Paulo SP. O evento, este ano, será realizado no Estacionamento da NeoQuímica Arena (Itaquerão – estádio do Corinthians), na Zona Leste da capital paulista, a partir das 10 horas. O 1º de Maio Unitário é organizado pelas centrais sindicais:

  • Central Única dos Trabalhadores (CUT);
  • Força Sindical;
  • União Geral dos Trabalhadores (UGT);
  • Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB);
  • Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST);
  • Central de Sindicatos do Brasil (CSB);
  • Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e
  • Pública – Central do Servidor
Este ano, o lema do 1º de Maio Unificado será “Por um Brasil mais Justo” e vai destacar emprego decente; correção da tabela do Imposto de Renda, juros mais baixos, aposentadoria digna, salário igual para trabalho igual e valorização do serviço público.

Imagem do dia - Força Sindical

Enviar link da notícia por e-mail

Imprensa

Investimentos estrangeiros caem 30% de janeiro a abril

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Imprensa

Investimentos estrangeiros caem 30% de janeiro a abril

O Brasil já começa a sentir os efeitos da reforma tributária feita pelo governo Trump nos EUA (Estados Unidos).

Aliadas à economia em marcha lenta por causa das eleições presidenciais, as mudanças derrubam os investimentos estrangeiros produtivos em empresas no país.

O IDP (Investimento Direto no País), dado do BC (Banco Central) que mostra o desempenho das aquisições e empréstimos de matrizes no exterior a suas filiais brasileiras, tem queda de 30% nos primeiros quatro meses do ano em relação a igual período de 2017. Apenas em abril, o volume de investimentos produtivos de outros países somou US$ 2,6 bilhões, o menor nível para o mês desde 2006.

A tendência é de continuidade desse cenário, já que a mudança na cobrança de impostos de empresas nos EUA, implementada por Trump com o objetivo de atrair e manter recursos no país, tem papel importante na queda.

Desde janeiro deste ano, empresas instaladas em território americano pagam 21% de Imposto de Renda, ante alíquota anterior de 35%. Isso reduz a atratividade para investimentos em países como o Brasil, onde esse percentual é de cerca de 34%.

Além disso, os EUA decidiram tributar todos os lucros de filiais de empresas americanas no exterior —anteriormente, essa cobrança era feita apenas no momento da repatriação de recursos.

"Quando pensamos do ponto de vista fiscal, existem alguns incentivos para vir menos dinheiro para o Brasil", aponta Carlos Toro, sócio da consultoria KPMG no Brasil. "O Imposto de Renda é um ônus em termos de retorno de investimento produtivo."

Toro, que assessora interessados em colocar recursos no Brasil, relata que sentiu queda na demanda de investidores. "Sentimos uma redução no interesse pelo Brasil que, de uma forma subjetiva, conversa com os dados do BC."

Luis Afonso Lima, da Sobeet (Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e Globalização Econômica), lembra que as empresas americanas são as que possuem maior estoque de capital estrangeiro no Brasil.

"Apesar de não sermos importantes para eles, o contrário não é verdadeiro. Essas mudanças nos impactam bastante", diz.

Os EUA são o principal, mas não o único problema. Na virada do ano, a Argentina, por exemplo, aprovou um corte tributário a ser implementado progressivamente.

Além disso, a lista de países que anunciaram que reduzirão impostos sobre empresas nos próximos anos é grande: Japão, Grécia, Bélgica e Reino Unido são alguns deles.

Como divulgou a Folha em janeiro deste ano, dados da consultoria EY indicam que o imposto médio corporativo no grupo da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, que reúne países em sua maioria desenvolvidos) é de 24%. Em 2000, esse percentual era bem menor, de 32%.

"O Brasil hoje está, comparativamente, no grupo de países com alíquota de imposto corporativo mais alta. Na Europa, está havendo uma corrida de redução de alíquotas em vários países", diz Toro.

O fato de o Brasil viver um momento de incerteza eleitoral não ajuda nesse cenário. "Para o investidor mais a longo prazo, que olha concessões, infraestrutura, talvez seja indiferente. Mas, para outros investidores, tem peso, pois estamos falando de candidatos com agendas muito diferentes", diz Toro.

Para Lima, da Sobeet, a demora da economia brasileira em mostrar uma reação mais robusta influencias. "Há vários estudos mostrando essa relação. Entre 2007 e 2012, auge do crescimento, entrou muito investimento direto por causa da dinâmica do crescimento. As empresas viam o Brasil como um mercado potencial grande e crescente. Hoje, somos só grandes", diz. Para o economista, as empresas tendem a buscar mercados dinâmicos, como o da Ásia.

Para analistas, Brasil sofre com corte de tributos nos EUA e crise política local

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Últimas de Imprensa

Todas de Imprensa
Luiz Marinho e deputado Gastão recebem centrais sindicais
Força 18 ABR 2024

Luiz Marinho e deputado Gastão recebem centrais sindicais

Articulação para atualização do movimento sindical segue em Brasília
Força 18 ABR 2024

Articulação para atualização do movimento sindical segue em Brasília

Dia do Motociclista Profissional em debate no Senado Federal
Força 17 ABR 2024

Dia do Motociclista Profissional em debate no Senado Federal

Sindicalistas debatem temas relacionados à previdência propostos no GT do Setor Químico
Força 17 ABR 2024

Sindicalistas debatem temas relacionados à previdência propostos no GT do Setor Químico

Lideranças da Força Sindical se reúnem com delegação chinesa da ACFTU
Força 17 ABR 2024

Lideranças da Força Sindical se reúnem com delegação chinesa da ACFTU

Após conquistas, Sintrabor exalta organização nos locais de trabalho
Força 17 ABR 2024

Após conquistas, Sintrabor exalta organização nos locais de trabalho

Terceirizada some e unidade de Saúde em Guarulhos fica sem limpeza
Força 17 ABR 2024

Terceirizada some e unidade de Saúde em Guarulhos fica sem limpeza

Reunião do presidente Miguel e assessor jurídico da CNTM
Força 17 ABR 2024

Reunião do presidente Miguel e assessor jurídico da CNTM

Sindnapi reforça divulgação do 1º de Maio Unificado
Força 17 ABR 2024

Sindnapi reforça divulgação do 1º de Maio Unificado

Por que regulamentar a relação entre motoristas de veículos 4 rodas e empresas de aplicativos?
Força 17 ABR 2024

Por que regulamentar a relação entre motoristas de veículos 4 rodas e empresas de aplicativos?

Liberdade sindical sob a ótica dos atos antissindicais em debate
Força 16 ABR 2024

Liberdade sindical sob a ótica dos atos antissindicais em debate

Hoteleiros de Goiás debatem fortalecimento do movimento sindical
Força 16 ABR 2024

Hoteleiros de Goiás debatem fortalecimento do movimento sindical

Ato e Canto pela Vida será domingo (28); confira programação
Força 16 ABR 2024

Ato e Canto pela Vida será domingo (28); confira programação

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário
Imagem do dia 16 ABR 2024

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário

Portuários fazem mobilização no Porto de Santos, nesta quinta (18)
Força 16 ABR 2024

Portuários fazem mobilização no Porto de Santos, nesta quinta (18)

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical
Força 16 ABR 2024

Faça a sua inscrição e participe do 8⁰ Congresso Internacional de Direito Sindical

Presidente Miguel Torres ressalta importância do Intercâmbio Sindical Brasil e China
Força 16 ABR 2024

Presidente Miguel Torres ressalta importância do Intercâmbio Sindical Brasil e China

Medicamentos a prefeitura tem, mas não farmacêuticos suficientes
Força 16 ABR 2024

Medicamentos a prefeitura tem, mas não farmacêuticos suficientes

Reunião de sindicalistas chineses e da Força Sindical
Força 15 ABR 2024

Reunião de sindicalistas chineses e da Força Sindical

1º de Maio Unitário: presidentes das centrais falam à imprensa
Força 15 ABR 2024

1º de Maio Unitário: presidentes das centrais falam à imprensa

Sindnapi apoia mudanças no desconto de mensalidade associativa de aposentados
Força 15 ABR 2024

Sindnapi apoia mudanças no desconto de mensalidade associativa de aposentados

Intercâmbio Sindical Brasil e China
Força 15 ABR 2024

Intercâmbio Sindical Brasil e China

Centrais iniciam panfletagem do 1º de Maio Unitário nesta terça (16)
Força 15 ABR 2024

Centrais iniciam panfletagem do 1º de Maio Unitário nesta terça (16)

Liberdade de expressão não é liberdade de agressão
Artigos 15 ABR 2024

Liberdade de expressão não é liberdade de agressão

Diretoria do Sindicato dos Rodorivários SP toma posse
Força 12 ABR 2024

Diretoria do Sindicato dos Rodorivários SP toma posse

Rescisão de trabalhador com estabilidade só pode ser validada no sindicato
Força 12 ABR 2024

Rescisão de trabalhador com estabilidade só pode ser validada no sindicato

Mínimo RS: Centrais repudiam reajuste de apenas 2,2% proposto por entidades patronais
Força 12 ABR 2024

Mínimo RS: Centrais repudiam reajuste de apenas 2,2% proposto por entidades patronais

Força Sindical filia-se ao DIESAT
Força 12 ABR 2024

Força Sindical filia-se ao DIESAT

Presidentes das centrais farão coletiva, segunda (15), sobre 1º de Maio Unificado
Força 12 ABR 2024

Presidentes das centrais farão coletiva, segunda (15), sobre 1º de Maio Unificado

Presidente da Força participa de Seminário promovido pela FETRAMICO
Força 11 ABR 2024

Presidente da Força participa de Seminário promovido pela FETRAMICO

Aguarde! Carregando mais artigos...