Menu

Mapa do site

Emissão de boleto

Nacional São Paulo

Emissão de boleto

Nacional São Paulo
16 ABR 2024

Imagem do dia

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário Na manhã desta terça-feira (16) dezenas de lideranças sindicais fizeram uma panfletagem para iniciar a divulgação da celebração do Dia do Trabalhador – 1º de Maio Unificado das Centrais Sindicais foi realizado, no Largo da Concórdia (Estação de Trem do Brás), em São Paulo SP. O evento, este ano, será realizado no Estacionamento da NeoQuímica Arena (Itaquerão – estádio do Corinthians), na Zona Leste da capital paulista, a partir das 10 horas. O 1º de Maio Unitário é organizado pelas centrais sindicais:

  • Central Única dos Trabalhadores (CUT);
  • Força Sindical;
  • União Geral dos Trabalhadores (UGT);
  • Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB);
  • Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST);
  • Central de Sindicatos do Brasil (CSB);
  • Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e
  • Pública – Central do Servidor
Este ano, o lema do 1º de Maio Unificado será “Por um Brasil mais Justo” e vai destacar emprego decente; correção da tabela do Imposto de Renda, juros mais baixos, aposentadoria digna, salário igual para trabalho igual e valorização do serviço público.

Imagem do dia - Força Sindical

Enviar link da notícia por e-mail

Paulo Pereira da Silva

O Brasil e o mundo no 1º de maio

domingo, 29 de abril de 2007

Paulo Pereira da Silva

O Brasil e o mundo no 1º de maio

 

ImageComo sempre faz todos os anos, a Força Sindical vai realizar eventos de 1° de Maio nos Estados de São Paulo, Alagoas, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina , Espírito Santo e em diversas cidades do interior paulista.

Em São Paulo, o Dia do Trabalhador irá acontecer na Praça Campo de Bagatelle. Os eventos terão muita diversão, mas também será refletir sobre o mundo do trabalho e, desta vez, até sobre o futuro da humanidade em nosso frágil planeta, agora ameaçado pelo aquecimento global.

No Brasil, queremos mais empregos, salários justos, juros menores, menos impostos, para que todos possam pagar, regras claras nas parcerias com o setor privado, educação de qualidade para nossos filhos e a legalização das centrais sindicais. No Brasil e no mundo, precisamos conter a emissão de gases, para que o clima não piore mais do que piorou, ameaçando nossa própria existência.

O lema de nossa grande festa, este ano, é "Os trabalhadores em defesa do planeta", e com ele pretendemos conscientizar a sociedade para a questão ambiental. O tema visa alertar e cobrar dos governantes medidas de impacto contra a degradação do meio ambiente e da qualidade de vida. Cada trabalhador-cidadão precisa estar consciente dos problemas e seus reflexos no dia a dia.

Vamos debater também melhorias nas condições de trabalho e a busca harmoniosa entre progresso e o meio ambiente, como a utilização dos recursos ambientais de forma consciente e racional. Sabemos que a questão da saúde e da segurança do trabalhador está intrinsecamente ligada ao seu ambiente. Nesta crise ambiental vale ressaltar que quem agride a natureza na verdade agride o próprio ser humano.

Outras questões que envolvem o mundo do trabalho também serão discutidas. Recentemente, o governo federal vetou a aprovação da chamada Emenda 3 da Super-receita. Desde então, as entidades sindicais não pouparam esforços para manter este veto no Congresso Nacional.

Esta emenda é nefasta para os trabalhadores. Ela pretende esterilizar a capacidade dos órgãos federais de reprimir prontamente contratos que ludibriam a legislação trabalhista. Ela é tão surreal que chega ao absurdo de proibir o fiscal de fiscalizar. Com tal mecanismo, os trabalhadores ficarão desprotegidos e passarão a emitir notas fiscais para receber salários. Em pouco tempo, a carteira de trabalho passará a ser peça de museu.

Esta emenda é carregada de simbolismo, já que é uma reforma trabalhista disfarçada. A emenda dá conforto a fraudes deliberadas e vai retirar direitos adquiridos dos trabalhadores como férias, 13º salário, auxílio-desemprego e as licenças maternidade e paternidade. Não podemos nos calar diante deste absurdo. Estamos alertando a sociedade e contamos com a sensibilidade social dos parlamentares para evitar tal retrocesso.

A legalização das centrais sindicais também estará na pauta do dia. O que se pretende é corrigir uma grande distorção da legislação sindical. As centrais existem de fato, como associações civis, negociam com os empregadores e com o governo, são filiadas a entidades internacionais, participam de conselhos governamentais – mas não são reconhecidas de direito, ou seja, não fazem parte, juridicamente, do sistema sindical.

Com o reconhecimento das centrais pretende-se fortalecer o sindicalismo brasileiro. Seus atos terão força não apenas política, como acontece hoje, mas também força jurídica. Outra reivindicação é a legalização do sindicato nacional dos aposentados.

Vamos também debater a questão do desemprego no país. Sabemos que a criação de novos postos de trabalho está ligada ao crescimento econômico. Mas como gerar novos postos de trabalho se estamos tendo um crescimento pífio? Alguém se lembra da divulgação do último PIB? Crescemos 3,7% em 2006. Um dado interessante: apenas para absorver a mão-de-obra que ingressa todo ano no mercado de trabalho, precisamos crescer 5%.

O sistema tributário brasileiro, verdadeiro Frankenstein, alia-se aos juros altos para envenenar a economia e minar nossa capacidade de crescer. Por isso, o sistema precisa ser reformado. E os juros, como sempre defendemos há mais de 10 anos, baixar, pois a inflação já está sob controle e as altas taxas não se justificam mais. E o inferno do spread bancário que hoje é elevadíssimo. É preciso repensar este modelo.

O governo do presidente Lula afirma que agora a coisa vai – que vamos crescer. A intenção é boa, mas ainda falta muito. Com menos impostos e menos juros, assentam-se as bases do crescimento. Acreditamos no Brasil. Muito está sendo feito pelo atual governo, mas é preciso mais ousadia para alcançarmos desenvolvimento econômico com justiça social.

Fonte: Paulo Pereira da Silva

Últimas de Paulo Pereira da Silva

Todas de Paulo Pereira da Silva
SinSaúdeSP lança convocação para Campanha Salarial 2024/2025
Força 23 ABR 2024

SinSaúdeSP lança convocação para Campanha Salarial 2024/2025

Sindicalistas debatem pautas trabalhistas
Força 23 ABR 2024

Sindicalistas debatem pautas trabalhistas

Vídeos 23 ABR 2024

1º de Maio Unitário – Por um Brasil mais justo!

86,1% dos reajuste salarias tiveram ganho real no primeiro trimestre
Força 19 ABR 2024

86,1% dos reajuste salarias tiveram ganho real no primeiro trimestre

Vídeos 19 ABR 2024

Presidente da Força intensifica luta para fortalecer movimento sindical

Em Brasília, sindicalistas debatem necessidades do setor elétrico nacional
Força 19 ABR 2024

Em Brasília, sindicalistas debatem necessidades do setor elétrico nacional

Eusébio Neto representa trabalhadores no Conselho do SENAC
Força 19 ABR 2024

Eusébio Neto representa trabalhadores no Conselho do SENAC

Sintrabor: Prometeon dificulta a antecipação de acordos coletivos
Força 19 ABR 2024

Sintrabor: Prometeon dificulta a antecipação de acordos coletivos

Projeção de AFT para SP é reduzida; “não vamos abrir mão do contingente”, diz Cissor
Força 19 ABR 2024

Projeção de AFT para SP é reduzida; “não vamos abrir mão do contingente”, diz Cissor

Sindsaúde na posse do Conselho Federal de Enfermagem
Força 19 ABR 2024

Sindsaúde na posse do Conselho Federal de Enfermagem

Frentistas do Rio conquistam aumento de 7,3%
Força 18 ABR 2024

Frentistas do Rio conquistam aumento de 7,3%

Servidores públicos debatem financiamento sindical
Força 18 ABR 2024

Servidores públicos debatem financiamento sindical

Mobilização dos Portuários de Santos nesta quinta-feira (18)
Força 18 ABR 2024

Mobilização dos Portuários de Santos nesta quinta-feira (18)

Seminário promove debate sobre o combate ao assédio eleitoral no trabalho
Força 18 ABR 2024

Seminário promove debate sobre o combate ao assédio eleitoral no trabalho

Miguel e Chicão debatem fortalecimento da negociação coletiva
Força 18 ABR 2024

Miguel e Chicão debatem fortalecimento da negociação coletiva

Prevenção de Acidentes do Trabalho: lançada a CANPAT 2024
Saúde e Segurança 18 ABR 2024

Prevenção de Acidentes do Trabalho: lançada a CANPAT 2024

Luiz Marinho e deputado Gastão recebem centrais sindicais
Força 18 ABR 2024

Luiz Marinho e deputado Gastão recebem centrais sindicais

Articulação para atualização do movimento sindical segue em Brasília
Força 18 ABR 2024

Articulação para atualização do movimento sindical segue em Brasília

Dia do Motociclista Profissional em debate no Senado Federal
Força 17 ABR 2024

Dia do Motociclista Profissional em debate no Senado Federal

Sindicalistas debatem temas relacionados à previdência propostos no GT do Setor Químico
Força 17 ABR 2024

Sindicalistas debatem temas relacionados à previdência propostos no GT do Setor Químico

Lideranças da Força Sindical se reúnem com delegação chinesa da ACFTU
Força 17 ABR 2024

Lideranças da Força Sindical se reúnem com delegação chinesa da ACFTU

Após conquistas, Sintrabor exalta organização nos locais de trabalho
Força 17 ABR 2024

Após conquistas, Sintrabor exalta organização nos locais de trabalho

Terceirizada some e unidade de Saúde em Guarulhos fica sem limpeza
Força 17 ABR 2024

Terceirizada some e unidade de Saúde em Guarulhos fica sem limpeza

Reunião do presidente Miguel e assessor jurídico da CNTM
Força 17 ABR 2024

Reunião do presidente Miguel e assessor jurídico da CNTM

Sindnapi reforça divulgação do 1º de Maio Unificado
Força 17 ABR 2024

Sindnapi reforça divulgação do 1º de Maio Unificado

Por que regulamentar a relação entre motoristas de veículos 4 rodas e empresas de aplicativos?
Força 17 ABR 2024

Por que regulamentar a relação entre motoristas de veículos 4 rodas e empresas de aplicativos?

Liberdade sindical sob a ótica dos atos antissindicais em debate
Força 16 ABR 2024

Liberdade sindical sob a ótica dos atos antissindicais em debate

Hoteleiros de Goiás debatem fortalecimento do movimento sindical
Força 16 ABR 2024

Hoteleiros de Goiás debatem fortalecimento do movimento sindical

Ato e Canto pela Vida será domingo (28); confira programação
Força 16 ABR 2024

Ato e Canto pela Vida será domingo (28); confira programação

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário
Imagem do dia 16 ABR 2024

Veja fotos do Lançamento do 1º de Maio Unitário

Aguarde! Carregando mais artigos...