Foram fabricadas 100 mil unidades no período, contra 69.062 registradas no mês anterior. Em um ano, crescimento da categoria foi de 19,5%
motoCrédito: Divulgação Hodna

A indústria de motocicletas registrou alta de 45,2% na sua produção em janeiro, na comparação com dezembro de 2019. No período, foram fabricadas 100.292 unidades, contra 69.062 contabilizadas no mês anterior. Em relação a janeiro de 2019, houve um crescimento de 19,5% (83.920 unidades).

Os dados são da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) e consideram as fabricantes do Polo Industrial de Manaus.

Leia também: Após altas de 2019, produção e vendas de motos devem desacelerar, diz Abraciclo

Para Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, esse resultado reforça a expectativa de crescimento de 6,1% para este ano. A expectativa para é que sejam fabricadas 1.175.000 motocicletas em 2020.

Street liderou vendas em janeiro
A categoria mais comercializada pela indústria para as concessionárias segue sendo a Street, com 52,9% de participação.

Em janeiro, foram vendidas 48.071 unidades, representando um aumento de 8,9% ante as 44.146 unidades registradas no mesmo mês de 2019, e alta de 43,9% na comparação com dezembro de 2019 (33.406 unidades).

No período, a Scooter registrou o maior crescimento nas vendas. Em janeiro, as concessionárias receberam 7.792 unidades, o que corresponde a uma alta de 80,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado (4.319 unidades) e de 1,08% com relação a dezembro de 2019 (7.709 unidades).

A categoria Off-Road comercializou 977 motocicletas para o atacado, crescimento 18,1% na comparação com o mesmo mês do ano passado (827 unidades) e recuo de 17,2% frente a dezembro de 2019 (1.180 unidades).
92 mil motos licenciadas no mês

Em janeiro foram licenciadas 91.664 motocicletas, alta de 1,1% na comparação com janeiro de 2019 (90.704 unidades) e recuo de 2,6% em relação a dezembro (94.086 unidades).

Foi a melhor média de um mês de janeiro desde 2015 (5.174 unidades), segundo informou a Abraciclo.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, que também, o aumento foi de 1,1% (4.123 unidades).

Em relação a dezembro de 2019 (4.952 unidades), que teve 19 dias úteis, houve recuo de 15,9%.

Brasil exportou 1.700 motos no primeiro mês do ano
O volume de exportações de motocicletas caiu 62,8% em janeiro, na comparação com o mesmo mês no ano passado. Foram embarcadas 1.701 contra 4.570 unidades registradas em janeiro de 2019.

Na comparação com dezembro do ano passado (3.054 unidades), a queda foi de 44,3%.

O principal destino das exportações foi a Argentina, com 1.890 unidades. Em segundo lugar, ficaram os Estados Unidos (575 unidades e 19,1%), seguido pelo México (192 unidades e 6,4%).

motoCrédito: Divulgação Hodna

A indústria de motocicletas registrou alta de 45,2% na sua produção em janeiro, na comparação com dezembro de 2019. No período, foram fabricadas 100.292 unidades, contra 69.062 contabilizadas no mês anterior. Em relação a janeiro de 2019, houve um crescimento de 19,5% (83.920 unidades).

Os dados são da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) e consideram as fabricantes do Polo Industrial de Manaus.

Leia também: Após altas de 2019, produção e vendas de motos devem desacelerar, diz Abraciclo

Para Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, esse resultado reforça a expectativa de crescimento de 6,1% para este ano. A expectativa para é que sejam fabricadas 1.175.000 motocicletas em 2020.

Street liderou vendas em janeiro
A categoria mais comercializada pela indústria para as concessionárias segue sendo a Street, com 52,9% de participação.

Em janeiro, foram vendidas 48.071 unidades, representando um aumento de 8,9% ante as 44.146 unidades registradas no mesmo mês de 2019, e alta de 43,9% na comparação com dezembro de 2019 (33.406 unidades).

No período, a Scooter registrou o maior crescimento nas vendas. Em janeiro, as concessionárias receberam 7.792 unidades, o que corresponde a uma alta de 80,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado (4.319 unidades) e de 1,08% com relação a dezembro de 2019 (7.709 unidades).

A categoria Off-Road comercializou 977 motocicletas para o atacado, crescimento 18,1% na comparação com o mesmo mês do ano passado (827 unidades) e recuo de 17,2% frente a dezembro de 2019 (1.180 unidades).
92 mil motos licenciadas no mês

Em janeiro foram licenciadas 91.664 motocicletas, alta de 1,1% na comparação com janeiro de 2019 (90.704 unidades) e recuo de 2,6% em relação a dezembro (94.086 unidades).

Foi a melhor média de um mês de janeiro desde 2015 (5.174 unidades), segundo informou a Abraciclo.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, que também, o aumento foi de 1,1% (4.123 unidades).

Em relação a dezembro de 2019 (4.952 unidades), que teve 19 dias úteis, houve recuo de 15,9%.

Brasil exportou 1.700 motos no primeiro mês do ano
O volume de exportações de motocicletas caiu 62,8% em janeiro, na comparação com o mesmo mês no ano passado. Foram embarcadas 1.701 contra 4.570 unidades registradas em janeiro de 2019.

Na comparação com dezembro do ano passado (3.054 unidades), a queda foi de 44,3%.

O principal destino das exportações foi a Argentina, com 1.890 unidades. Em segundo lugar, ficaram os Estados Unidos (575 unidades e 19,1%), seguido pelo México (192 unidades e 6,4%).